Teia Digital

Fórum de Governadores recebeu ministro da economia – Por Sílvio Persivo

Nem todo mundo tem sorte. “Talvez você viva até os cem anos e jamais ouça a minha voz” (Frank Sinatra). 

ACOLHIDA AOS CALOUROS DE 2020 DA UNIR 

Na terça-feira (11), no auditório Paulo Freire, no campus de Porto Velho da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), aconteceu a Acolhida aos Calouros, acadêmicos ingressantes do primeiro semestre de 2020. A  programação do evento estendeu-se com atividades durante os períodos da manhã, tarde e noite, voltadas para a apresentação da instituição e seus objetivos na transmissão do saber. Na manhã houve a abertura da cerimônia de  boas-vindas numa mesa presidida pelo reitor Ari Miguel Teixeira Ott, que teve como membros o vice-reitor Marcelo Vergotti, a pró-reitora de Cultura, Extensão e Assuntos Estudantis (PROCEA), Marcele Regina Nogueira Pereira, e, representando a Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), Robson Vasconcelos, a Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PROPesq) foi  representada pela servidora Marta Helena de Lellis. Também participaram da mesa de honra a diretora da Biblioteca Central, Eliane Gemaque e a representante do Diretório Central dos Estudantes (DCE), a acadêmica Nicole. No seu pronunciamento, a professora Marcele ressaltou que “toda a equipe da PROCEA, bem como de todas as Pró-Reitorias Acadêmicas da UNIR, estão à disposição dos discentes durante toda a graduação. Por isso, sejam todos bem-vindos”. Em sua fala, o reitor Ari Ott destacou a relevância de tornar a universidade socialmente referenciada. “Gosto de pensar que, quando sairmos por aquela porta, nós tornaremos a esperança uma realidade na nossa universidade”.

FÓRUM DE GOVERNADORES RECEBEU MINISTRO DA ECONOMIA   

O VIII Fórum de Governadores, que aconteceu na terça-feira (11), tendo como pauta quatro Projetos de Emenda à Constituição (PECs), que tratam do Programa Mais Brasil e do Fundeb. Os 22 representantes estaduais, entre governadores e vices, também debateram com o ministro da Economia, Paulo Guedes, o discurso do presidente Jair Bolsonaro de que os estados reduzam o ICMS dos combustíveis. O presidente do Comitê Nacional de Secretários de Fazenda, Finanças, Receita ou Tributação dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz), Rafael Fonteneles, explicou os impactos das PECs 186,187 e 188, ambas do ano de 2019 e a PEC 15/2015, nos estados. Ele ainda reforçou que sejam adotadas medidas de controle de gastos sempre que os estados alcancem 90% das receitas correntes – A PEC prevê os mecanismos aos 95%. Também está contemplada proposta de criação de dois níveis de controle de gastos na PEC do Pacto Federativo, para evitar que os Estados atinjam uma situação de insolvência financeira. A PEC 15/2015, que trata do novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) também foi debatida no encontro. Outro assunto que ocupou espaço foi a  mobilização do presidente da República, Jair Bolsonaro, que estimulou aos estados isentarem o ICMS dos combustíveis. Os governadores descreveram as situações financeiras que se encontram e a repercussão frente a uma renúncia significativa de receitas. Durante a reunião foi feito convite ao ministro da Economia Paulo Guedes para esclarecer as dúvidas quanto à forma com que o governo federal fará sua renúncia e as dificuldades que as unidades federativas terão. Prontamente o ministro se encaminhou ao prédio do Banco do Brasil, em Brasília, onde aconteceu o evento e respondeu as perguntas dos governadores.

ESTRADA DA PENAL TEM MANUTENÇÃO EMERGENCIAL REALIZADA

Com a liberação legal para manutenção da Estrada da Penal, na segunda-feira (10), a equipe da 13ª Residência Regional do DER iniciou os serviços de encascalhamento, limpeza lateral e reconformação da plataforma para elevação da pista. Com técnica e cascalho de qualidade, os serviços já foram finalizados pelo DER, garantindo assim, trafegabilidade com qualidade aos moradores que dependem rotineiramente da via. Assim desapareceram inúmeros gargalos que impediam a execução dos serviços realizados pela empresa contratada em 2017 para pavimentação da Estrada da Penal, localizada na RO-005, em Porto Velho, que, só agora,  estão sendo solucionados pelo Departamento de Estradas de Rodagem, infraestrutura e Serviços Públicos (DER-RO). Entre os problemas, um trecho de mil metros, logo após a curva do cotovelo, que encontrava-se bastante danificado pelas chuvas. Com a equipe jurídica do DER conseguindo o parecer legal para liberação da entrada das máquinas no local foi feita a execução da manutenção emergencial da estrada.  

CUSTO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO AMAZONAS É MENOR QUE A MÉDIA NACIONAL 

O INCC (Índice Nacional de Construção Civil) do Amazonas, em janeiro,  perdeu força e pontuou 0,05% e se manteve abaixo da média nacional (+0,30%), que seguiu trajetória de alta. Com isso, o valor do metro quadrado no Estado subiu para R$ 1.145,69, sendo R$ 634,07 relativos a materiais e R$ 511,62 oriundos da mão-de-obra, segundo a mais recente pesquisa do IBGE/ Sinapi (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil). Como o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) pontuou 0,21% em janeiro, conforme o IBGE, a variação dos preços foi inferior às taxas de dezembro (1,15%) e a janeiro de 2019 (0,32%). De forma que o custo da construção civil do Amazonas situou-se em um patamar abaixo da inflação oficial do período.  O aumento menor de janeiro fez o Estado cair de sexto para 20º lugar no ranking nacional de maiores custos da atividade. Mato Grosso (+1,39%), Tocantins (+1,21%) e Ceará (+1,18%) ocuparam os primeiros lugares. Distrito Federal (-0,24%), Paraná (-0,12%) e Santa Catarina (-0,09%) ficaram no fim de uma lista com seis resultados negativos e uma ocorrência de estabilidade (São Paulo).

PARA NÃO SER IMPORTUNADO É PRECISO SE CADASTRAR 

Os aposentados e pensionistas que não quiserem mais receber ligações com ofertas de crédito consignado podem se cadastrar no serviço Não Perturbe dos bancos, que já funciona desd’o último dia  2, mas, será preciso cadastrar no site do serviço os telefones fixos ou móveis vinculados ao número do CPF. O bloqueio passa a valer 30 dias depois do procedimento, quando os bancos que aderiram ao sistema param de fazer chamadas telefônicas com as ofertas de empréstimos. Somente  23 bancos aderiram ao serviço, que integra uma iniciativa de autorregulação do setor bancário promovida pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e a Associação Brasileira de Bancos (ABBC), em parceria com a Secretaria Nacional do Consumidor.

AUTOR: SÍLVIO PERSIVO –  COLUNA TEIA DIGITAL

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com