Geral

Ministro do STF diz que defesa teve acesso a processo das fake news

Cerimonia de posse do novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. Brasília, 22/03/2017. Foto: Sérgio Lima/Poder360.

OAB recorreu à Corte após a PF (Polícia Federal) fazer uma operação com 29 ordens de busca e apreensão na investigação de divulgação de notícias falsas

O gabinete do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes afirmou, nesta terça-feira (2), que as defesas tiveram acesso ao andamento processual do inquérito das fake news.

“Diferentemente do que vem sendo alegado falsamente, foi autorizado efetivo e integral conhecimento dos autos a todos os investigados”, aponta nota divulgada pelo ministro.

Na última sexta-feira (29), a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) recorreu ao Supremo para solicitar acesso a todos os depoimentos e provas já colhidos no âmbito do inquérito das fake news.

Endereçado ao presidente da Corte, Dias Toffoli, o pedido também incluia a obtenção de cópias dos elementos colhidos pela PF (Polícia Federal) e a “oitiva do Procurador-Geral da República, nos termos da Lei”.

Na quarta-feira (27), a PF (Polícia Federal) cumpriu 29 mandados de busca e apreensão. Havia endereços ligados ao empresário Luciano Hang, ao ex-deputado Roberto Jefferson e o humorista Rey Biannchi.

Leia a nota: 

“O gabinete do Ministro Alexandre de Moraes informa que, diferentemente do que vem sendo alegado falsamente, foi autorizado efetivo e integral conhecimento dos autos a todos os investigados no inquérito que apura ‘fake news’, ofensa e ameaças a integrantes do Supremo Tribunal Federal, ao Estado de Direito e a Democracia, com a obrigação da manutenção do sigilo das investigações”.

FONTE: Record TV

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com