Geral

Ministra Damares investiga atos de ex-secretária de Igualdade Racial

Sandra Terena é mulher de jornalista que foi preso pelo STF investigado por atos antidemocráticos. Denúncias apontam problemas em empenhos

Após denúncias, a ministra Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves determinou instauração de sindicância para apurar os atos da ex-secretária de Igualdade Racial Sandra Terena enquanto esteve à frente da secretaria. Sandra foi exonerada nesta segunda (21).

A ex-secretária é mulher do jornalista Oswaldo Eustáquio, que chegou a ser preso por ordem do STF (Supremo Tribunal Federal) durante a investigação sobre o financiamento de atos antidemocráticos.

A partir das denúncias registradas, o Ministério investiga, entre outros pontos, o empenho de recursos, por meio de emendas impositivas, a ONGs que supostamente não teriam capacidade técnica e gerencial para a execução do objeto de contratação.

FONTE: R7.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com