Geral

‘‘Lugar de corrupto é na cadeia’’: Ex-colega de partido de Marcos Rocha, Coronel Chrisóstomo reverbera denúncia da VEJA contra o Governo de Rondônia

Versão online da revista de circulação nacional veiculou reportagem onde aponta “tramoia” na compra de máscaras inúteis para prevenção do Coronavírus (COVID-19) com superfaturamento de 500%

Com informações da revista VEJA

Porto Velho, RO – O deputado federal Coronel Chrisóstomo, do PSL, ex-colega de partido do governador Marcos Rocha, sem legenda, reverberou denúncia da versão online da revista VEJA.

Trecho da matéria acusou o Governo de Rondônia de comprar máscaras inúteis para a prevenção do Coronavírus (COVID-19), e pior: superfaturadas em 500%, porquanto o valor seria de R$ 2,58 a unidade, mas vendidas à Secretaria de Saúde (Sesau/RO) ao preço de R$ 15,30.

O titular da Sesau/RO é o médico Fernando Máximo.

A reportagem intitulada “Seis governadores são investigados pela PF por fraudes na pandemia” traz a seguinte passagem a respeito de Rondônia:

“Em Rondônia, o governo comprou máscaras de proteção para uso profissional. O preço de mercado de cada uma era 2,58 reais, mas foi vendida à Secretaria de Saúde local por 15,30 reais, uma majoração de 500%. Isso, por si só, já seria ilegal. Mas a tramoia era ainda maior: as máscaras que foram entregues nada tinham de profissionais. Eram cópias feitas de pano. O lote de 20 000 unidades teve de ser de ser inutilizado. Uma piada de mau gosto”, anotou a publicação.

A matéria assinada por Laryssa Borges foi publicada originalmente no dia 28 de agosto deste ano, mas atualizada ontem (21), às 15h35 – horário de Brasília.

A respeito dos elementos abordados no texto, Chrisóstomo se manifestou dizendo que “lugar de corrupto é na cadeia”.

“Vou entrar em contato com autoridades do Ministério Público e das Polícias Federal e Civil para que tudo seja investigado o mais rápido possível. Os responsáveis precisam ser identificados e punidos de maneira dura”, disse.

Em seguida, sacramenta:

“É inadmissível que políticos, empresários e servidores públicos usem uma pandemia para enriquecerem. Pessoas estão morrendo todos os dias e tem gente lucrando com isso”, concluiu.

CONFIRA A POSTAGEM ABAIXO:

FONTE: Rondoniadinamica

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com