Cidades

Rolim de Moura: Quase metade dos vereadores são pré-candidatos a prefeito – Por Fernando Garcia Lima

Hilariante

Numa coletiva em seu gabinete para vários veículos de comunicação, o prefeito Luizão do Trento, ressaltou que está muito feliz com as dezenas de obras em andamento na sua gestão. O prefeito enfatizou que até o final do ano, praticamente todas elas serão entregues à população, inclusive a nova prefeitura, onde serão instaladas todas as secretarias facilitando a comunicação e mais aproximação com a comunidade rolimourense.

Hilariante l

Animado e elencando as inúmeras obras no município, o prefeito Luizão do Trento, não se cansa em afirmar que no momento é o município que possui maior pacote de construção e quer fechar o mandato sem deixar dívidas para seu sucessor. Em quase todos os momentos da coletiva, o prefeito fez questão de agradecer todos os parlamentares que carrearam recursos para o município, principalmente os ex-deputados Luís Cláudio, Marinha Raupp e os ex-senadores Ivo Cassol e Valdir Raupp.

Resposta

Não caiu muito bem as declarações do vice-governador Zé da Jodam, de que o prefeito de Rolim de Moura, Luizão do Trento, parasse de viajar. “O prefeito Luizão do Trento, diz ter muito apreço pela pessoa do vice-governador, mas não admite esse tipo de insinuações pois as viagens para Brasília, todas elas em buscas de recursos para o município, o que está comprovado pelas dezenas de obras esparramadas pela cidade”.

Percorrendo gabinetes

O prefeito Luizão do Trento, aproveitou a oportunidade para elencar suas viagens, principalmente no final do ano quando é necessário a presença do chefe do poder executivo, para perambular pelos gabinetes de toda bancada rondoniense, pedindo emendas para serem alocadas no município de Rolim de Moura, frisou o alcaide. Realmente tem que partir rumo à Brasília, visto que pelo Estado, nem pequenas emendas designadas por parlamentares estaduais, não conseguem chegar ao município por motivos desconhecidos do, uma vez que não liberam nem as emendas miúdas.

Vamos aguardar

Na primeira visita do governador Marcos Rocha, a recepção foi bastante calorosa por parte do público presente. De qualquer maneira não se pode dizer que tudo está perdido, pois o próprio governador endossou que iria repassar 4 Milhões, para que as obras de asfalto em Rolim de Moura, fossem realizadas. Esse dinheiro praticamente será uma contrapartida do Estado, posto que os 30 milhões que estavam sendo destinados para esta finalidade, devido ao tempo, carecia de se fazer um aditivo.

Chegando a hora

Após o carnaval será o pulo das postulações partidárias, as verdadeiras janelas onde muitos irão se utilizar para medir a temperatura política. Em Rolim de Moura, a Câmara de Vereadores, ao que tudo indica terá quatro candidatos na parte majoritária. O presidente da Câmara de Vereadores,

Dr. Lauro Lopes, Aldo Júlio, Uender Nogueira e Alisson Gonçalves. Diferente da maioria das Casas de Leis, os mirins de Rolim de Moura, devem estar bastantes confiante, visto que quase a metade do poder legislativo serão candidatos majoritários. No início da legislatura foi ventilado que a Casa de Leis, iria aumentar o número de vagas para Onze Vereadores, aliás, retornar, visto que já teve até quinze vereadores na segunda eleição do município de Rolim de Moura, em 1988.

Quem será?

Como quase a metade dos vereadores serão candidatos a prefeito e vice-prefeito de Rolim de Moura, o silêncio é total, onde ninguém quer ser o autor da propositura que aumente o número de vagas, ainda qe legal dentro da legislação eleitoral, mesmo sabendo que o repasse não altera em nada, os gastos são os mesmos. Como diz o ditado popular, que quem tem aquilo tem medo, os mirins, sabem que enfrentarão a onda das redes sociais, e aí meu irmão, nesse momento o medo vence a coragem e todos continuam pianinho.

Travaram

Ano eleitoral e as pendengas no município já começaram sendo que nessa guerra, entra o jogo de empurra que só quem sai perdendo é o município. Desde o ano passado o prefeito Luizão do Trento, tinha como certo um empréstimo para a prefeitura de Rolim de Moura, para ser investido em uma usina solar para atender todos os órgãos público municipal, terminou perdendo porque a maioria dos vereadores embromaram com questionamentos intermináveis, fazendo com que outros municípios conseguissem o empréstimo.

Sabotagem política

Decorridos alguns meses depois, o prefeito Luizão do Trento, recebeu sinal verde da Caixa Econômica Federal, que pretende disponibilizar um montante de quase quinze milhões, com uma boa carência para serem investidos nos mesmos moldes anterior, o que sem dúvida gerará uma economia sobressalente, na questão de energizar todos os órgãos da administração. Infelizmente sem convicções certeiras, alguns edis terminam jogando contra o benefício à população, como nos casos de algumas terceirizações propostas pela administração. Nos dias de hoje são atos recorrentes da administração pública em terceirizar os serviços, além do mais, não procede as declarações de que os funcionários serão mandados embora, nem tampouco terem seus salários agachados, até porque são concursados e não existe motivos para isso, a não ser o de tentar tirar dividendos políticos de eleitores incautos.

Economia total

O município de Rolim de Moura, gasta na atualidade quase 300 Mil Reais de energia elétrica em todos os seus órgãos, com a implantação de geração própria economizará a quantia de 100 Mil Reais mês, o que demonstra que o pensamento do gestor está voltado para a economia e com o decorrer do tempo até sanar as prestações, vai ter economia total como nos casos previstos de quem instala energia solar em suas residências, que a partir de mais ou menos quatro anos passa a ser compensado os investimentos.

Pensar alto

Rolim de Moura não poderá perder essa oportunidade por causa de picuinhas do poder legislativo, até porque, o prefeito Luizão do Trento, não pode ser mais candidato conforme prevê a legislação eleitoral, portanto, é melhor que os vereadores pensem melhor e não fiquem fazendo disso um palco político. É preciso deixar de nhenhenhen e pensar no progresso do município, senão, Rolim de Moura, poderá perder mais uma outra oportunidade dessa por motivos de vaidade política, temos que pensar no futuro.

Devolva já

Uma nova modalidade vem surgindo junto aos poderes legislativos, que é o de repassar para o executivo verbas oriundas de economias que não foram gastas. Entretanto, vale ressaltar que no passado próximo as Casas de Leis, gastavam em reformas do prédio, compras desnecessárias de veículos luxuosos e em festivais de diárias. Em Rolim de Moura, foi criado um “fundão”, para manter como um alcance de meta e final de ano repassar para o município, até aí tudo explicado. O que deveras não pode é segurar essa grana num período de um ano, quando na verdade deveria fazer a generosidade mensal, assim que constatasse a sobra do repasse que não fora utilizado, pois, quaisquer quantias seriam bem recepcionadas pela administração municipal para investimentos em diversas áreas, principalmente na área de saúde em medicamentos.

Fonte: Coluna Porta Aberta – Fernando Garcia

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com