Vendas de pesados é a melhor desde dezembro de 2014 – Por Sílvio Persivo

Escrito por
Atualizado: setembro 11, 2019

O destrambelho é antigo, muito antigo. “Não lembrar o rosto do homem que matamos não é melhor do que fazer um filho estando bêbado” (Louis Aragon). 

RONDÔNIA TEM TUDO 

Foi desenvolvido um site, com o nome de “Rondônia Tem Tudo”, para apresentar os principais pontos turísticos dos 52 municípios de Rondônia. Este site vai servir como um guia online pretendendo mostrar roteiros, destinos turísticos, as riquezas naturais, culturais e históricas, além dos parceiros que fomentam esse setor, tudo de forma intuitiva e de fácil acesso, inclusive repleto de fotos, de forma que o turista vai poder ver todos os pontos turísticos estaduais. Pensando nos empresários, o site tem um dispositivo que roda os pontos cadastrados, dando visibilidade a todos. Além disto, vai ter um campo somente para os parceiros. Este é o primeiro site de turismo do Estado e foi desenvolvido com o objetivo de ter num único local todas as potencialidades turísticas de Rondônia e estimular a economia. No dia 17 de setembro, a Superintendência Estadual do Turismo (Setur) e a Superintendência do Estado para Resultados (EpR) vão apresentar o “Rondônia Tem Tudo” para os empresários. Segundo o Superintendente da EpR, Coronel Delner Freire, “Com suas tecnologias, Rondônia, quer ser um incentivador e nesse momento só estamos plantando a semente”, disse. Para serem cadastrados, os empresários devem fazer parte do segmento turístico (empresa de transporte aéreo, fluvial e terrestre, pousada, hotel, resorts, restaurantes, lanchonetes e similares), ou voltados ao turismo cultural, turismo de aventura, turismo de pesca e turismo ecológico. E também participar do Cadastur, sistema executado pelo Ministério do Turismo.

LANÇADOS EDITAIS DA EXPOPORTO 2019

A Feira de Exposições, prevista para 2 a 6 de outubro, no Parque dos Tanques em Porto Velho, é o resgate da antiga Exposição Agropecuária, Comercial e Industrial de Porto Velho (Expovel). A festa agropecuária reunia um grande número de pessoas, além de empresários de vários segmentos do estado. A Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel) em parceria com a Subsecretaria Municipal de Serviços Básicos (Semusb) está fazendo o credenciamento de licença eventual para quem deseja trabalhar na 1ª Edição da ExpoPorto 2019.  Quatro editais já foram lançados: Edital para a exploração de atividade comercial destinada ao parque de diversões e brinquedos, com área total de 4.000 m², atividade comercial de gêneros alimentícios e bebidas, estacionamento de veículos com área total de 6.300 m² e recolhimento do lixo seletivo com área total de 42.000 m².

FÓRUM INTERNACIONAL AMAZÔNIA + 21

O Fórum Internacional Amazônia +21 foi lançado na manhã de ontem, terça-feira (10), na oca do Memorial Rondon, em Porto Velho, pela Agência de Desenvolvimento de Porto Velho, que pretende que ele seja realizado a cada dois anos a partir de 2020. O evento será em maio de 2020, na capital de Rondônia, e tem como proposta envolver pesquisa, tecnologia e investimentos para o desenvolvimento de novas cadeias produtivas. Durante o fórum serão abordados quatro eixos temáticos: desenvolvimento sustentável, recursos e projetos, ciência e tecnologia, sociedade e cultura. São esperados cientistas, pesquisadores, especialistas, empresários, empreendedores, investidores, órgãos de fomento, governantes e chefes de Estado, totalizando cerca de até 3 mil pessoas, durante três dias de evento.

SOBE LEVEMENTE O CUSTO DA CONSTRUÇÃO NO AMAZONAS 

A deflação de julho foi seguida por um repique do INCC (Índice Nacional de Construção Civil) do Amazonas em agosto. O indicador avançou 0,23%, subindo 0,77% em relação ao mês anterior (-0,54%). Com isto, o custo local da atividade, por metro quadrado, saltou de R$ 1.099,82 (julho) para R$ 1.102,38 (agosto) – R$ 608,23 relativos a materiais e R$ 494,15 a mão-de-obra. Segundo a pesquisa do IBGE/ Sinapi (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil), o passivo da força de trabalho também avançou no confronto com mês anterior, motivado pelo reajuste dos trabalhadores em sua data-base, enquanto o custo dos insumos apresentou uma nova queda.  A variação anual do indicador subiu para 1,67%, um crescimento de 0,24% em relação ao registrado no mês anterior (+1,43%). No acumulado dos últimos 12 meses, por outro lado, o índice ficou em 5,53%, 0,17% abaixo daquela registrada em julho (5,7%).

VENDAS DE PESADOS É A MELHOR DESDE DEZEMBRO DE 2014

Até o fim de setembro o mercado brasileiro terá absorvido  90 mil caminhões e ônibus, atingindo em nove meses o resultado total de 2018. No acumulado até agosto já foram licenciados 65,1 mil caminhões (uma alta de 41,1% sobre iguais meses de 2018) e 13,5 mil ônibus (crescimento de 49,8%). Os os números são da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), que também informa, que em agosto, os licenciamentos de caminhões somaram 9,4 mil unidades e cresceram 5,5% sobre julho. Os ônibus tiveram 2 mil unidades lacradas no mês, com uma  alta ainda maior sobre julho, 12,1%. “As vendas de ônibus vêm sendo puxadas por modelos urbanos e em parte pelos escolares em consequência do programa Caminho da Escola”, diz o vice-presidente da Anfavea, Gustavo Bonini. A Anfavea recorda que tanto caminhões como ônibus tiveram em agosto a maior média de vendas desde dezembro de 2014. Nos caminhões, somente os modelos leves registram queda no acumulado do ano (de 3,6%). Todos os outros segmentos obtiveram alta. O crescimento mais expressivo ainda é dos pesados, que de janeiro a agosto tiveram 33,5 mil licenciamentos, 61,5% a mais que em iguais meses do ano passado.

AUTOR: SÍLVIO PERSIVO –  COLUNISTA TEIA DIGITAL

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.