Transposição deve gerar R$ 21 Milhões de economia para o estado de Rondônia – Por Sílvio Persivo

Escrito por
Atualizado: junho 10, 2019

Não me peçam opinião. “Um tolo sempre encontra um idiota que o admira” (Boileau).

TRANSPOSIÇÃO DEVE GERAR R$ 21 MILHÕES DE ECONOMIA PARA O ESTADO DE RONDÔNIA

Desde a assinatura do Decreto 9.823, da Presidência da República que regulamenta a opção para inclusão no quadro em extinção da União para trabalhadores oriundos do ex-Território Federal de Rondônia, o Governo do Estado, por meio da Superintendência de Estado de Gestão de Pessoas (Segep), já está atendendo os servidores que devem optar pela transposição. O processo abrange 4.500 servidores, além de 1.100 que não entraram na transferência em 2014, quando 4.700 funcionários conseguiram a migração, totalizando 5.600 aptos a transpor de acordo com o novo decreto. Num total de 10.300 pessoas apenas do Poder Executivo. O número pode passar de 15 mil quando somados os servidores do município. O Decreto que regulamenta a transferência de servidores para o quadro da União será um marco na atual gestão. A data limite para entrega dos requerimentos é até o dia 5 de julho. Uma equipe foi criada, na sede da Segep, para prestar assistência às pessoas que devem ser transpostas para a folha da União. A equipe é responsável por repassar informação, fornecer documentos e receber o requerimento onde o servidor vai escolher pela mudança ou não. No momento o atendimento está sendo realizado em Porto Velho, e o pessoal do interior terá que vir à capital. Segundo informações da Segep com a transposição desses 5.600 servidores ao quadro da União, o estado de Rondônia terá uma contenção de R$ 21 milhões.

1ª FEIRA DE GASTRONOMIA E NEGÓCIOS DE RONDÔNIA

Negócios, visitações aos estandes, degustação de produtos, exposição de marcas locais, oficinas de panificação e sorteio de prêmios marcaram os quatro dias da 1a. Feira de Gastronomia e negócios de Rondônia, que encerrou as atividades no sábado, 8, com recorde de público. Realizada no Centro de Eventos Soraia Vilela (Sesi Clube), em Porto Velho, feira, de acordo com os organizadores, superou as expectativas. “O Espaço Empresarial do Sindipan-RO”, ressaltou o presidente José Balbino Nascimento, “ficou pequeno para o público que ali esteve participando das aulas”. Balbino destacou ainda que a Feira superou as expectativas e que em 2020 voltará com toda força. “Vamos melhorar ainda mais e oferecer uma programação mais diversificada, pois vimos o quanto as pessoas estão interessadas em aprender e conhecer mais sobre panificação e confeitaria. Realmente foi um show e merecem aplausos e parabéns todos que trabalharam para a realização e sucesso desta iniciativa. O vice-presidente do Sindipan-RO, Pompeu Vieira Marques também parabenizou o empreendedorismo da empresária Ivana Frazão, da InterFrazão, que idealizou a feira. “Tudo começou com uma ideia, que foi tomando forma até se transformar em realidade. Foi isto que testemunhamos. A Feira alcançou os objetivos e com isto ganha corpo e força para a realização da segunda edição, ainda maior”.

VIREI MINIMALISTA

Todo mundo, hoje, é bombardeado de todos os lados. É próprio de um mundo

cada dia mais tecnológico e digital, sermos inundados de informações e interrupções o tempo todo. Basta ver o número de e-mails, analisar quantas vezes ao dia o Whatsapp rouba sua atenção? Sem contar o Facebook, o Instagram ou até mesmo a música que se ouve no Youtube. E todos os minutos que se transformam em horas rolando o feed? Na era digital o tempo é o recurso mais escasso, a nossa atenção é o bem mais preciso. Até já apareceu um diagnóstico: a Síndrome do Pensamento Acelerado – SPA. O transtorno de uma mente cheia de pensamento, inquieta funcionando o tempo todo enquanto a pessoa está acordada. A ansiedade, dificuldade para dormir, falta de foco nas atividades e uma angústia crescente são alguns dos seus sintomas. Culpa da conexão ininterrupta. O remédio existe. E devo dizer que, até onde consigo já o adotei. É o minimalismo. Que adotei diminuindo as objetos, vestuário, calçados, o consumo, enfim e estendi para as atividades de trabalho. Minimalismo é viver com o suficiente. Abandonar o que não precisamos, sejam objetos, comportamentos, rotinas, relacionamentos, abrindo espaço para o que realmente é importante e conseguimos dedicar atenção, tempo, energia e ideias ao que temos que fazer. Tento fazer só o que é essencial. É difícil mudar a nossa cultura, mas, só de reuniões improdutivas que tenho fugido o comportamento já compensa. Procuro esclarecer os colegas de trabalho que devemos tratar somente do conteúdo necessário. Limito minha participação ao que é indispensável. Contenho os impulsos de compartilhar exemplos e experiências que não sejam essenciais para o assunto. Enfim tento me manter, e manter os outros, dentro do tema e do tempo estipulado para uma conversa. Nem sempre dá certo, mas, o que dá já me satisfaz. Mas, vou ser mais minimalista ainda.

DIA DOS NAMORADOS, DIA DE PRESENTEAR

O Brasil celebre o Dia dos Namorados no próximo dia 12 de junho, ao contrário dos outros países que comemoram em fevereiro. Para o comércio, esta data é muito positiva e, segundo o levantamento da multinacional de painéis de consumo Kantar, é a segunda data em que os brasileiros mais gastam com presentes. Os consumidores, em média, investiram R$94,00 por presente em 2018. Em 2017, havia sido R$104,00. “A data perde apenas para o Dia dos Pais, ocasião que teve ticket médio crescente de R$94,00 para R$103,00 entre os dois anos anteriores”, analisa Giovanna Fischer, Diretora de Marketing e Insights da Kantar. O ranking de gastos com presentes é completo com aniversário de nascimento em terceiro lugar e Dia das Mães na quarta posição. O Natal vem em último com ticket médio de compra de R$64,00 em 2018. Vale ressaltar que quando se trata da quantidade de pessoas que presenteiam estas três datas ficam à frente. E na hora de escolher o que comprar, as fragrâncias femininas são as preferidas, representando mais da metade dos presentes nesta data. Em seguida, aparecem as categorias de fragrâncias masculinas e produtos de cuidado com o corpo.

AUTOR: SÍLVIO PERSIVO –  COLUNISTA TEIA DIGITAL – JORNALISTA, PROFESSOR E ECONOMISTA

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.