Quase 90% dos MEIs sobrevivem nos dois primeiros anos -Por Sílvio Persivo

Escrito por
Atualizado: outubro 9, 2019

Meu Deus! Parece até que viveu no Brasil! “Quanto menos alguém entende, mais quer discordar” (Galileu Galile).

TRABALHO QUE VALORIZA O BRASIL 

A Confederação Nacional do Comércio (CNC) lançou a campanha nacional “Trabalho que valoriza o Brasil”, na segunda-feira, dia 07 de outubro, com o objetivo de mostrar a importância do trabalho desenvolvimento pelas  instituições que formam o Sistema S. EducAÇÃO, TransFORMAÇÃO E DesENVOLVIMENTO para o país são palavras chaves que representam bem a atuação do Sistema S no país. A campanha, em Rondônia, foi lançada nesta terça-feira (8), no auditório do Senac, sob a liderança do presidente da Fecomércio Rondônia, Raniery Araujo Coelho,  com o local completamente lotado de dirigentes, colaboradores e convidados., embora fosse direcionado para o público interno. Neste lançamento interno, os funcionários do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac foram convidados a se engajar na campanha através de depoimentos de fortalecimento e defesa das instituições nas redes sociais com #euValorizo. O assessor de comunicação da Fecomércio Rondônia, Luiz Carlos Ribeiro, realizou a apresentação da campanha para os colaboradores da Federação e disse que a primeira ação foi a veiculação de propaganda televisiva exibida em horário nobre da TV Globo, durante o intervalo do Jornal Nacional. Além desta ação, a campanha também inclui anúncio na Revista Gol e Revista Latam, divulgação em rádios estaduais e estande nos aeroportos de Brasília, Santos Dummont e Congonhas.  

RONDÔNIA NO BRASIL INVESTMENT FORUM-BIF

O governo de Rondônia, por meio da Superintendência de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), estará presente, nos dias 10 e 11 de outubro no maior evento sobre atração de investimentos da América Latina, o Brasil Investment Forum (BIF), em São Paulo, com o objetivo de mostrar as potencialidades de investimento em Rondônia em áreas como agronegócio, infraestrutura, tecnologia e inovação. O Fórum é promovido pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). São esperados cerca de 1.500 participantes entre executivos de empresas, formadores de opinião, representantes de alto escalão do governo, investidores estrangeiros e empresários brasileiros.

SENAC FASHION DAY 

O Senac estará realizando, pela primeira vez em Rondônia, o evento Senac Fashion Day, que acontecerá a partir do dia 16 de outubro em Porto Velho e dia 18 de outubro em Pimenta Bueno, com a presença de grandes profissionais da Moda e Beleza com programações imperdíveis. As atividades também acontecerão nas Unidades de Ariquemes, Ji-Paraná, Jaru, Vilhena e Cacoal, na mesma semana, com início em 14 de outubro. O Senac Fashion Day, voltado para profissionais, estudantes, e interessados no segmento, vem com o objetivo de apresentar as últimas tendências, novidades e informações do mercado da moda e da beleza no Brasil e no mundo. Serão workshops, bazar, oficinas, desfiles, exposições e palestras disponíveis durante o dia todo, das 8h às 22h. Em Porto Velho, o evento se encerrará com a presença do Hair Stylist e Maquiador, Ezequias Pinheiro Feitoza, para ministrar sobre ‘Consultoria em Visagismo’. Já em Pimenta Bueno, o Designer e Jornalista de Moda, Fernando Demarchi, realizará o encerramento do evento com a palestra ‘As profissões da moda: orientação de carreira’. As inscrições para o Senac Fashion Day podem ser feitas no Portal do Senac Rondônia, através do link: http://bit.ly/senacfashionday, ou na própria Unidade.  Será necessário a doação de 1kg de alimento não perecível no dia do evento para cada inscrição realizada. Mais informações poderão ser obtidas pelo telefone (69) 2181-6900 Porto Velho/ (69) 3451-6235 Pimenta Bueno.

HABITAÇÃO E ALIMENTOS PESAM MAIS NO CONSUMO DOS AMAZONENSES

Segundo a Pesquisa de Orçamento Familiar 2017-2018, divulgada pelo IBGE, as  despesas básicas pesam muito mais no bolso das famílias do Amazonas com menor renda, especialmente a comida. Pela pesquisa, habitação (39,8%) e alimentação (26,1%) representam 65,9% do orçamento dos que ganham até dois salários mínimos (R$ 1.908,00). Para os que ganham rendimentos superiores a 25 mínimos (R$ 23.850,00), os percentuais são 38,6%, 31,2% e 7,4%, respectivamente. Para as famílias de maiores rendimentos, as despesas com alimentação (R$ 1.275,00) são mais que o dobro do valor médio do total das famílias do Estado (R$ 557,70) e mais que o triplo do valor da classe com rendimentos mais baixos (R$ 386,31).  A despesa total média mensal familiar no Amazonas foi de R$ 3.218,87 no período assinalado. No estrato de renda mais alto, os dispêndios totalizaram R$ 17.236,76 e, no grupo de pessoas com vencimentos mais baixos, acumulou R$ 1.482,18. As despesas correntes representaram 95,5% do total, enquanto os 4,5% restantes se dividiram em 1,9% para aumento do ativo (aquisição de imóvel, reforma e outros investimentos) e 2,6% para a diminuição do passivo (pagamentos de empréstimos e prestações de financiamento de imóvel). No que se refere às despesas totais, as despesas de consumo ficaram com 83,8% (R$ 2.696,00) do total, sendo que 11,8% foram gastos com outras despesas correntes, como contribuições trabalhistas e serviços bancários, entre outras.

QUASE 90% DOS MEIs SOBREVIVEM AOS DOIS PRIMEIROS ANOS

Segundo estudo da Serasa Experian, numa amostra de 764,8 mil microempreendedores individuais (MEIs), criados no 1º semestre de 2017, 88,2% continuam em atuação e 11,8% deixaram de existir- em análise  da natureza jurídica das empresas em setembro de 2019. Entre os que permanecem ativos, 97,3% (656.402) seguem como MEIs, com destaque para o setor de Serviços, que representa 64,8% deste montante. Já os outros 2,7% (17.584) evoluíram de natureza jurídica, ou seja, deixaram de ser microempreendedores individuais e já atuam em categorias de maior faturamento. Do total de empreendedores que se mantiveram como MEI, Serviços de Higiene e Embelezamento representam 10,2%, seguidos por Reparação e Manutenção de Prédios e Instalações Elétricas, Serviços de Alimentação e Comércio de Confecções.

AUTOR: SÍLVIO PERSIVO – COLUNA TEIA DIGITAL

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.