Mercado rebaixa crescimento do PIB em 2018 – Por Sílvio Persivo

Escrito por
Atualizado: junho 12, 2018

E alguns são mais divertidos que outros. “Seu corpo não é um templo, é um parque de diversões. Aproveite o passeio” (Anthony Bourdain).

TEATRO DO OPRIMIDO E TEATRO NEGRO NA UNIR

Na próxima semana o Departamento de Teatro e o Laboratório de Pesquisa em Teatro e Transculturalidade (PAKY’OP) da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR) promove o minicurso prático de Introdução ao Teatro do Oprimido e roda de conversa sobre Teatro Negro. A roda de conversa será aberta ao público, enquanto o minicurso é só para os alunos do Curso de Licenciatura em Teatro da UNIR. Não é necessário realizar inscrição prévia e as atividades serão realizadas no campus Porto Velho nos dias 19/06 (terça-feira), das 8h às 12h, na Sala dos Espelhos; e dia 20/06 (quarta-feira), das 8h às 12h, no Laboratório de Criação Cênica, e na parte da tarde, das 14h às 17h, na Sala de Reuniões do Núcleo de Ciências Humanas (NCH). O professor doutor Licko Turle, um dos criadores, com Augusto Boal, do Centro de Teatro do Oprimido no Brasil (CTO), e professor visitante do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal da Bahia (UFBA), ministra o minicurso, que introduz o pensamento de Augusto Boal e apresenta o método Teatro do Oprimido e suas diferentes técnicas. A roda de conversa sobre o Teatro Negro busca introduzir conceitos, teorias, análises de processos e práticas no campo do Teatro Negro, além de fomentar reflexões sobre a cena preta contemporânea nas cidades de Belo Horizonte, Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro.

OS BAIRROS NA HISTÓRIA DE PORTO VELHO

Acontece hoje (12), na Casa da Cultura Ivan Marrocos, o lançamento do livro “Os Bairros na História de Porto Velho” de autoria da escritora Yêdda Pinheiro Barzacov com o apoio do Instituto Histórico e Geográfico de Rondônia. O evento está previsto para as 19h.

CAMPUS PARTY RONDÔNIA COM PREÇO PROMOCIONAL

O Campus Party Rondônia, um dos maiores encontros de tecnologia, teve sua pré-venda de ingressos aberta na semana passada, com preço promocional de R$ 150,00 para quem for acampar no evento todos os dias. O evento, que chega pela primeira vez a região norte do Brasil, será realizado em Porto Velho, entre os dias 1 e 5 de agosto, no SESI da avenida Rio de Janeiro.  O objetivo é de promover aos campuseiros, especialmente para os que vão pela primeira vez, a experiência de poder acampar e viver uma Internet de alta velocidade durante os cinco dias de evento. Nomes como Gabe Gabrielle, engenheiro da NASA, e Cícero Moraes, pesquisador e designer 3D, são esperados pelos amantes da tecnologia. Pesquisador e especialista em reconstrução de faces, Cícero apresentará a primeira reconstrução facial de um ancestral indígena da região Norte do Brasil em impressora 3D. O espaço também terá uma área exclusiva para jogos, com campeonatos de games em tempo real de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), League of Legends (LoL) e DOTA. Outros campeonatos devem acontecer como robótica em diversas categorias como resgate e sumô, com curadoria de Rafael Pitwak, professor do Instituto Federal de Rondônia (Ifro). Serão cinco dias de evento, com 250 horas de conteúdo, durante 24 horas. A expectativa, de acordo com a organização, é o de receber duas mil pessoas no primeiro Campus Party da Amazônia. O evento também oferecerá um espaço gratuito chamado ‘Open Campus’, com expectativa de receber mais de 20 mil pessoas.

PERSPECTIVAS DE EXPORTAÇÕES DO PIM PIORAM

A Balança Comercial do Amazonas  (saldo entre exportações e importações), computava em maio -U$ 662.711.303 milhões, uma melhora em relação à abril (-US$ 801.036.555 milhões). No entanto, as perspectivas não são boas em face da guerra comercial promovida pelo governo Trump, que já afeta as relações comerciais com a China, país que com os EUA, são os maiores parceiros comerciais do Brasil e do Amazonas nas exportações dos insumos pelo Estado, em especial para o polo eletroeletrônico. O decreto presidencial que reduziu de 20% para 4% o IPI dos concentrados para bebidas não-alcoólicas também não contribui para o aumento das exportações dos produtos do PIM (Polo Industrial de Manaus). Para os que relativizam a questão afirmando que é mais guerra de discursos retóricos e efeitos distantes esquecem que, ao sobretaxar o aço e o alumínio, eleva-se o custo da produção em polos como o de duas rodas e eletroeletrônicos, o que pode desestabilizar a balança comercial do Amazonas.

PARA A FIFA BRASIL É UM DOS FAVORITOS PARA GANHAR O MUNDIAL

Ao nos aproximarmos da Copa do Mundo da Rússia a Fifa considerou a seleção brasileira uma das favoritas para ser campeão. Em nota, a entidade afirma que o time de Tite superou o 7 a 1 da Copa de 2014 e que chega ao Mundial da Rússia com um elenco renovado, de qualidade e unido. Também aponta Neymar como o jogador diferenciado da seleção. A Fifa destacou o retorno do camisa 10 à seleção após fratura no pé e que “Seu retorno contra a Croácia, com um brilhante gol, lembrou a todos o quanto é extraordinário”.

Além do Brasil, a Fifa coloca a França, Alemanha e Espanha como favoritas à taça. Sobre os franceses, a Fifa exalta a força da nova geração, cuja estrela é atacante Kylian Mbappé. Os alemães foram vistos pela Fifa como uma seleção experiente e que conservou a qualidade de quatro anos atrás. Já a seleção espanhola considera como um time que se reaproximou do estilo de jogo que o consagrou em 2010. O jogador-chave  do time para a Fifa é David Silva. A Espanha voltou a jogar com base na troca passes e tem uma boa geração de atletas, avaliou a Fifa.

MERCADO REBAIXA CRESCIMENTO DO PIB EM 2018

A estimativa do mercado financeiro para o crescimento da economia continua em queda, enquanto sobe a projeção para a inflação. A projeção para a expansão do PIB passou de 2,18% para 1,94%, segundo O Boletim Focus.  Esta foi a sexta redução seguida. Até a previsão de crescimento do PIB para 2019, que permanecia inalterada há 18 semanas seguidas, foi ajustada de 3% para 2,8% no boletim desta segunda. A estimativa para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) subiu de 3,65% para 3,82% este ano, no quarto aumento seguido. Para 2019, a projeção foi ajustada de 4,01% para 4,07%. Mesmo assim, a expectativa para a inflação permanece abaixo da meta, que é de 4,5%, com limite inferior de 3% e superior de 6%.

AUTOR: SÍLVIO PERSIVO –  TEIA DIGITAL

PROFESSOR E ECONOMISTA

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.