Mantida a restrição de carga no Abunã – Por Sílvio Persivo

Escrito por
Atualizado: outubro 16, 2019

Ensinar é abrir janelas. “O bom professor abre os olhos dos aprendizes para novas questões, conexões e perspectivas que eles não consideraram antes, iluminando novas possibilidades para trabalhar e viver” (Richard Gunderman). 

FEIJOADA DO BURACO DO CANDIRU 

O nosso amigo Marcus Vinícius Danin, o CEO do Buraco do Candiru, anunciando que, no dia 02 de novembro, teremos a sua famosa feijoada completa, ou, como o quanto puder, no estilo Self-Service do nosso botequim de grife. Não se pode perder. Por sinal, nas sextas e sábados, do lado do Buraco do Candiru, você pode experimentar o “Tacacá Dois Irmãos”, a partir das 17:00 horas. Eles também possuem um delicioso vatapá. De segunda a sábado, o tacacá, também no mesmo horário, pode ser encontrado do lado do Supermercados Aguiar, na Pinheiro Machado. Mais informações sobre o tacacá e o vatapá podem ser obtidas no celular (69) 99373-5483. 

OLHA A SOPA!

Por falar em comida boa e barata uma opção para uma ótima sopa é o Coqueiros Caldos, na Rua Uruguai, 2570-Embratel. Também o local oferta churrasquinhos e grelhados, mas, sou fã mesmo é da sopa de carne. Excelente. Também atende pedidos pelo ifood ou pelo telefone 3301-1695. 

IV COLÓQUIO DE EDUCAÇÃO ESCOLAR E 35ª SEMANA DE PEDAGOGIA

No período de 25 a 29 de novembro acontecerá o IV Colóquio de Educação Escolar (COLEE) e a 35ª Semana de Pedagogia, sob a coordenação do Departamento de Ciências da Educação (DECED) e do Mestrado Profissional em Educação Escolar (MEPE) da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), os eventos terão como temática principal “Educação Pública, Ciência e Formação Docente: resistências e desafios”. O IV COLEE é destinado a toda a comunidade científica, acadêmica e a profissionais da educação e áreas afins, como forma de possibilitar a discussão sobre a valorização da Educação Pública e das Ciências para a Formação Docente e apresentar estudos que reflitam sobre os desafios de consolidar discursos, ações e práticas docentes que contribuam para melhorar a qualidade da educação em Rondônia, na Amazônia e no Brasil. O evento será desenvolvido por meio de conferências, mesas-redondas e minicursos com participação de pesquisadores e pesquisadoras de diferentes instituições brasileiras e da Comunidade Regional. Serão realizadas defesas públicas de dissertações com apresentação de pesquisas intervencionistas e propositivas desenvolvidas pelo MEPE. Para a submissão de trabalhos (comunicações científicas, oficinas e minicursos), basta acessar o link http://www.eventos.unir.br/index.php/colee/COLEE/about/submissions#onlineSubmissions. A comissão organizadora informa que todos os participantes (com ou sem trabalho) deverão preencher o formulário de inscrição como ouvintes para terem direito ao certificado de participação geral no evento, a partir do link https://forms.gle/DJC2xkb95pKkqBQ66. Mais informações do IV COLEE estão disponíveis no sítio eletrônico http://www.eventos.unir.br/index.php/colee/COLEE/index. Possíveis dúvidas podem ser questionadas pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone: (69) 2182-2108.

MANTIDA RESTRIÇÃO DE CARGA NO ABUNÃ

Mesmo com uma leve elevação nos últimos dias, o nível da água segue baixo na região de Abunã, no caminho de Rondônia para o Acre. Assim, as balsas que fazem a travessia do Rio Madeira mantém a restrição de carga passando com apenas 30% da capacidade das embarcações. Esta restrição, que começou no dia 10 de agosto, quando o volume de água caiu para a menor profundidade é feita para assegurar a segurança da navegação, bem como, também, a Marinha do Brasil suspendeu, desde  aquela data, as navegações de comboios no período da noite, quando aumenta o perigo, por causa dos bancos de areia que se formam no meio do rio, para evitar acidentes. 

CRESCE OTIMISMO DO COMÉRCIO DE MANAUS 

O otimismo dos empresários do comércio de Manaus voltou a aumentar em outubro se situando acima da média nacional. O maior nível de confiança se refletiu também nas intenções de investir e contratar. Os dados são do Icec (Índice de Confiança do Empresário do Comércio) divulgado pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo).   Com 135,2 pontos, o resultado é 9,3% superior ao do mesmo mês de 2018 (123,7) e 1,4% maior do que de setembro de 2019 (133,4%). Foi o segundo aumento seguido da capital no indicador e é o melhor número desde abril (137,8). Em nível nacional, o setor cravou 121,4 pontos, com acréscimos de 12,7% e de 0,1%, respectivamente, no melhor resultado desde maio. A pesquisa avalia condições atuais, expectativas de curto prazo e intenções de investimento. Pontuações abaixo de 100 representam insatisfação, enquanto valores acima de 100 e até 200 são considerados de satisfação. A CNC sondou em torno de 6.000 empresas de todas as capitais do país – 164 delas, em Manaus. O ICEC de Porto Velho, para se ter uma comparação, é maior ainda alcançando 138 pontos. 

O PÃO NOSSO DE CADA DIA CONTINUA SOBERANO 

Mesmo com tendência de queda de categorias de consumo massivo, o pão não perdeu espaço na mesa do brasileiro.  O alimento, cujo Dia Mundial é celebrado em 16 de outubro, tem 98,7% de penetração nos lares nacionais e está presente em quase 1/4 de todas as refeições, especialmente no café da manhã. É o que aponta a Kantar, líder global em dados, insights e consultoria. Apesar do pão artesanal ter mais de 80% de penetração, é o crescimento do industrializado que se destaca. Este segmento representa 10,6% do consumo da cesta de derivados de trigo e, mesmo com aumento de preço de 3,2%, registrou uma  expansão em 10,3% no volume e de 2,6 pontos de penetração de 2017 para 2018.

 

AUTOR; SÍLVIO PERSIVO –  COLUNISTA TEIA DIGITAL

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.