Teia Digital

Incubadora de empresas é anunciada para 2020 – Por Sílvio Persivo

“Eu tenho a minha própria loucura, eu vivo em outra dimensão. Não tenho tempo para coisas que não tem alma” (Charles Bukowski). 

INCUBADORA DE EMPRESAS É ANUNCIADA PARA 2020

No Porto Velho Shopping chama a atenção, sem dúvida, um enorme painel anunciando a Hub.Ro, a primeira incubadora de empresas do governo de Rondônia, que está sendo criada pela Superintendência de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi). Segundo divulgado, a proposta da Hub.Ro é de ser um espaço para que ideias criativas sejam transformadas em negócios lucrativos por meio do processo de incubação. Hoje, a incubadora se encontra em processo de construção, mas, em 2020 será inaugurada, junto  com o primeiro edital em que os interessados poderão enviar suas ideias. Uma incubadora de empresas orienta e capacita as pessoas com ideias criativas para novos empreendimentos, ajudando a estruturar a equipe, fazer um plano de negócios e conectar com possíveis investidores. Ou seja, na prática é uma forma de superar os problemas iniciais das pequenas empresas com apoio técnico e financeiro. Segundo Thalles Gomes, o coordenador de Ciência, Tecnologia e Inovação da Sedi, “A incubadora pega as ideias e transforma em produtos, e esses produtos viram empresas para trazer resultados, rentabilidade, renda, emprego e também arrecadação para os cofres públicos”. Além da assessoria técnica, os projetos escolhidos vão ter um espaço para reunir a equipe e ter apoio gerencial, com internet de alta velocidade, sala de reuniões, áreas comuns de trabalho, oficinas, auditórios e outras dependências.

PIB DE RONDÔNIA CRESCEU 5,4% EM 2017

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou  os valores do Produto Interno Bruto (PIB) dos municípios brasileiros referentes ao ano de 2017. Rondônia, que teve um crescimento de 5,4% comparando com 2016, representou 0,7% do PIB nacional. Em 2017, o PIB rondoniense foi de R$ 43,5 bilhões, sendo 36,79% de serviços; 27,4% de administração, defesa, educação e saúde públicas e seguridade social; 20,85% de indústria e 14,96% de agropecuária. Quando se trata dos PIB municipais, os maiores valores nominais, em 2017, foram registrados em Porto Velho (R$ 16,5 bilhões), Ji-Paraná (R$ 3,02 bilhões), Vilhena (R$ 2,55 bilhões), Ariquemes (R$ 2,29 bilhões), Cacoal (R$ 2,12 bilhões), Jaru (R$ 1,41 bilhão), Rolim de Moura (R$ 1,29 bilhão), Pimenta Bueno (R$ 1,07 bilhão), Guajará-Mirim (R$ 804 milhões) e Ouro Preto do Oeste (R$ 777 milhões).  Em termos de participação no PIB estadual, os maiores são: Porto Velho (37,96%), Ji-Paraná (6,96%), Vilhena (5,87%), Ariquemes (5,28%), Cacoal (4,89%), Jaru (3,25%), Rolim de Moura (2,98%), Pimenta Bueno (2,47%), Guajará-Mirim (1,85%) e Ouro Preto do Oeste (1,79%). Ou seja, dez municípios são responsáveis por quase três quartos do PIB rondoniense. A fonte da nota é da analista censitária Amabile Casarin.

AUTO-INDULGÊNCIA ESTIMULA AS VENDAS DE FIM DE ANO 

Uma pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), nas 27 capitais brasileiras aponta que seis em cada dez (65%) consumidores devem se auto presentear na data, um crescimento de 11% em relação a 2018. A expectativa é de que 101,6 milhões de pessoas comprem algum presente para si mesmas neste fim de ano, o que representa uma injeção de cerca de R$ 36,7 bilhões na economia. É a reconfortante ideia do “eu mereço”, um forma de se compensar pelas dificuldades da vida. Assim, entre os que estão dispostos a comprar presentes para si mesmos, 51% afirmam que o fazem por precisar de algum produto. Outros 30% justificam ser uma recompensa por terem trabalhado muito em 2019, enquanto 17% admitem que o Natal é somente um pretexto para comprar. O gasto médio do presente será de R$ 170,00, sendo que 42% têm intenção gastar até R$ 150,00. Em média, a pesquisa mostra que os consumidores planejam comprar dois presentes para si próprios. Os itens mais desejados são roupas (55%), calçados (31%), perfumes e cosméticos (27%), celulares ou smartphones (17%), acessórios (14%) e livros (11%). A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, afirmar que é importante o consumidor ficar atento às suas finanças para evitar endividamentos. “Nesta época há muitos custos que vão muito além dos presentes de Natal. O ideal é planejar as despesas de acordo com o orçamento pessoal e familiar, sabendo com antecedência quanto será possível gastar. É recomendável que a pessoa não se deixe levar pelas emoções e exagere nos gastos. Fazer uma lista prévia do que se deseja e pesquisar preços é um bom caminho para não extrapolar as despesas”.

CNC PROJETA MAIOR AUMENTO DO VAREJO EM 2020

Em 2020, o comércio deverá registrar o maior avanço anual no volume de vendas em sete anos. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a estimativa é de que haja aumento de 5,5% no varejo ampliado e de 3% no varejo restrito – que exclui o ramo automotivo e de materiais de construção. Para 2019, a CNC manteve a projeção de alta de 4,6% no volume de vendas para o varejo ampliado e elevou de 1,7% para 1,9% a expectativa de variação para o volume de vendas no conceito restrito.  De acordo com os dados dada Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) de outubro, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o comércio desacelerou neste mês: as vendas avançaram 0,1% após terem registrado crescimento de 0,8% em setembro. Mesmo diante deste cenário, o economista da CNC Fabio Bentes destaca que o setor completou um semestre de taxas positivas, impulsionado por fatores como inflação baixa, maior demanda por crédito e disponibilização de recursos extraordinários para o consumo, como a liberação de saques do FGTS e do PIS/Pasep. No conceito ampliado, houve variação de +0,8% em outubro, o que representa o oitavo registro positivo consecutivo. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, foi registrada alta de 4,2%, resultado acima da média dos seis meses anteriores (+1,8%).

AUTOR: SÍLVIO PERSIVO –  COLUNISTA TEIA DIGITAL

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com