Teia Digital

I Feirão do Comércio acontece em Porto Velho – Por Sílvio Persivo

A questão é fazer o que você sabe fazer. “Não pense em fazer arte, apenas faça. Deixe todo mundo decidir se é bom ou ruim, se o ama ou odeia. Enquanto eles decidirem, faça ainda mais arte” (Andy Warhol). 

IMPOSSÍVEL NÃO LAMENTAR 

A morte de nosso querido amigo Euro Tourinho foi a notícia que, esta semana, causou um grande impacto em Rondônia. Ele, com mobilidade reduzida e debilitado, já estava preparado e sabia (e dizia) que não tinha muito tempo mais. Nós, que não estávamos preparados e, egoistamente, desejávamos que permanecesse mais entre nós, é que não estávamos. E quando aconteceu nos abalou profundamente. Euro, nos últimos anos, foi mais do que um amigo. Um segundo pai, para mim. Ele cobrava minha presença, quando, relaxado como sempre fui, não ia vê-lo ou não dava notícias e sempre se importava comigo. Muitas vezes, me chamava apenas para conversar ou usar algum pretexto para almoçar com ele. Impossível não sentir sua falta, não chorar sua ausência, ainda que sabendo que este é o destino de todos nós e ele viveu uma bela vida. Na última vez que o vi, na sede do Alto Madeira, ele foi gravar uma entrevista para um e-book dos alunos da UNIRON sobre ele. Estava bem, mas, usando bengala e sem a vivacidade que o caracterizava. Na sexta-feira passada me telefonou e combinamos de nos encontrar na segunda. A ceifadora o levou, suavemente, depois de ter sido internado na UTI do 9 d Julho. Na Confraria do Candiru brindamos ao nosso presidente de honra que partiu, mas, vive eternamente em nossos corações e mentes. A samaúma da Amazônia virou estrela e deve brilhar eternamente nos céus de Rondônia. 

I FEIRÃO DO COMÉRCIO 

Iniciou-se, nesta sexta-feira (29), e segue até amanhã (30), no Espaço Bingool Eventos, o I Feirão do Comércio “Preço Baixo de Verdade”, que promete aquecer as vendas de final de ano em Porto Velho.  São 35 stands dos mais variados segmentos, como: cosméticos, energia solar, empreendimento imobiliário, confecção infantil e adulta, jóias, biojóias, artesanato, cooperativa de crédito, aparelhos eletrônicos, auto peças e equipamentos automotivos, serviços motorizados, pneus e troca de óleo, entre outros, que irão ofertar produtos de qualidade à um preço bem mais baixo. Segundo o presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac e Vice-Presidente da CNC, Raniery Araujo Coelho, “No feirão será encontrar produtos de qualidade e ótimos preços. É uma excelente oportunidade para aproveitar o 13° e economizar de verdade comprando presentes para toda família”. Na abertura do Feirão, com a presença do  secretário-chefe da Casa Civil, José Gonçalves da Silva Júnior, representando o governador do Estado, e com a presença do Diretor Técnico da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho, Armando Moreira Filho, representando o prefeito, Raniery Coelho, ressaltou que “a feira se destinava a estimular o comércio e aquecer as vendas” sendo um atendimento ao pleito dos sindicatos, em especial o dos lojistas. No local também são oferecidos os serviços do Sesc e Senac com atendimentos gratuitos a população, aferição de pressão arterial e testes rápidos, massagem, apresentações culturais, musicais e de dança, brincadeiras populares, praça de alimentação com Food Truck e o estacionamento é gratuito. Os consumidores que realizarem suas compras no Feirão concorrem ao sorteio de vale compras no valor de R$ 500,00 durante os dias do evento e, no sábado, para finalizar, será sorteado um pacote de viagem (passagem aérea, hospedagem e passeios) para Santa Catarina-7 dias/ novembro 2020, coordenado pelo Turismo Social do Sesc, além de um curso de cozinheiro oferecido pelo Senac.  Os empresários participantes do I Feirão do Comércio também terão a sua melhor oferta de produtos e serviços divulgados gratuitamente na BlackWeekend, um programa de vendas online em parceria com a Lets – Empresa de Marketing e Estruturação de Negócios Online. O Feirão do Comércio é uma iniciativa do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac e seus Sindicatos Filiados: Simper, Sindilojas, Sinvsul, Sinalimentos, Sinfarmácia, Sindielétrico, Sidiber, SEPD, Sincopeças, Sirecom, Secovi e Singaro. O evento conta com o apoio do Sebrae/RO e Sicoob Portocredi. 

INDICAÇÕES PARA O PRÊMIO LIDUINO CUNHA DE ECONOMIA 

O Conselho Regional de Economia de Rondônia convidando os  economistas registrados para participarem da escolha da primeira edição do Prêmio “Liduino Cunha de Economia”, homenagem que a entidade presta aos profissionais de economia, registrados no CORECON-RO, que se destacaram no período ou que engrandeceram a profissão de Economista ao longo de sua carreira nos seguintes segmentos: I) Acadêmico; II) Setor Privado; e III) Setor Público; e IV) Personalidade não Economista. O segmento “Personalidade não Economista”, é destinado a homenagear personalidades não economistas, que tenha se destacado em função dos serviços prestados a sociedade. Ficam impedidos de concorrer a premiação os Conselheiros do CORECON/RO. As indicações sejam enviadas até o dia 05 de dezembro, nos e-mails: [email protected]  / [email protected], com uma breve justificativa da escolha. Os nomes sugeridos pelos nobres economistas serão analisados por uma Comissão Especial do CORECON/RO, que serão responsáveis pela decisão de quem será o contemplado.

NOVA TENDÊNCIA EM EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS AJUDA A AQUECER CONSTRUÇÃO CIVIL 

Um dos setores econômicos mais atingidos pela crise, a construção civil voltou a mostrar reação. Segundo a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), em agosto, os lançamentos somaram 7.683 unidades, o que representou 56.069 unidades lançadas no acumulado do ano – 9,9% a mais do que em 2018. Nos últimos 12 meses, os lançamentos totalizaram 105.470, um aumento de 15,4%.  Nesta onda de crescimento, o mercado imobiliário vem colocando a sustentabilidade em primeiro lugar, investindo em empreendimentos e alternativas ecologicamente corretas e sustentáveis. Por isto o Brasil já é o quarto país do mundo com o maior número de obras certificadas por sustentabilidade, atrás apenas dos Estados Unidos, China e Emirados Árabes Unidos, segundo o Green Building Council Brasil (GBC). Os consumidores brasileiros também estão cada vez mais atentos à questão da sustentabilidade. Não trata-se apenas de uma forma de colaborar com o meio ambiente ou uma conscientização maior que o assunto requer, mas uma maneira de gerar também economia nas despesas de água, luz e condomínio, por exemplo. É por isso que muitas construtoras e incorporadoras têm adotado em seus empreendimentos itens que vão desde a orientação da fachada dos edifícios até o uso de energia solar para o aquecimento de água ou a instalação de pontos de recarga para veículos elétricos. 

AUTOR: SILVIO PERSIVO –  COLUNISTA TEIA DIGITAL

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com