Governo brasileiro emperra ferrovia bioceânica – por Silvio Persivo

Escrito por
Atualizado: maio 18, 2017

Sempre é verdade. “Quando você jurar lhe pertencer,/arrepiada e sorrindo,/e ele te jurar seu amor ser/imortal, infindo -/moça é bom escrever:/Um de vocês está mentindo” (Dorothy Parker).

22º CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA (CBE)

O 22º Congresso Brasileiro de Economia (CBE), promovido pelo Conselho Federal de Economia (Cofecon) e pelo Conselho Regional de Economia de Minas Gerais (Corecon-MG), é voltado para reflexão e debate sobre os principais aspectos que afetam a economia brasileira e mundial. O evento ocorrerá em Belo Horizonte, de 6 a 8 de setembro, e terá como tema “Desenvolvimento Econômico, Justiça Social e Democracia: Bases para um Brasil Contemporâneo”. Espera-se a participação de mais de 1.500 congressistas. Estarão presentes, além dos mais renomados economistas do País e palestrantes internacionais, especialistas, autoridades governamentais, estudantes e representantes dos principais segmentos da economia e da sociedade civil em geral. Já estão confirmadas as presenças do economista argentino Roberto Frenkel (Professor Honorário da Universidade de Buenos Aires) e do norte-americano Jan Kregel (Diretor do Programa de Mestrado em Teoria Econômica no Levy Economics Institute dos EUA). As inscrições já estão abertas e podem ser feitas por meio do site do Congresso, onde os interessados encontrarão também todas as informações disponíveis, como programação e relação dos palestrantes. Confira as modalidades e os valores de inscrição no site do Congresso: www.cbe2017.com.br.

QUATRO CURSOS DA UNIR RENOVADOS PELO MEC

A Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR) teve mais quatro de seus cursos renovados pelo Ministério da Educação (MEC), conforme portarias da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres). As Portarias nº 430/SERES/MEC e nº 431/SERES/MEC, de 15 de maio de 2017, publicadas no DOU nº 93, Seção I, páginas 19 a 21, de 17 de maio de 2017, renovaram o reconhecimento dos cursos de Ciências Biológicas (Bacharelado), Ciências Contábeis (Bacharelado), Pedagogia (Licenciatura) e Direito (Bacharelado), todos no campus de Porto Velho.

LEI DA GORJETA JÁ ESTÁ EM VIGOR

Para quem ainda não se ligou desde 13 de maio último (sábado) está em vigor   a Lei nº13.419, que regulamenta a cobrança e distribuição de gorjetas em bares, restaurantes, hotéis, motéis e outros estabelecimentos, a “Lei da Gorjeta”. A grande novidade é que, embora  o pagamento da gorjeta continue a critério do cliente, porém, se for pago, deve ser acrescentado à folha de pagamento. Ou seja, de agora em diante é incorporado os 10% de gorjeta ao salário de trabalhadores. É um avanço, de vez que o trabalhador ficará amparado por lei e passará a receber tudo registrado em carteira, entretanto, tem um lado pesado: o aumento dos encargos sociais, previdenciários e trabalhistas. Não há mais insegurança jurídica é verdade, mas, patrão e funcionário serão mais taxados. Também as empresas que possuem mais de 60 funcionários devem criar uma comissão de empregados para acompanhar e fiscalizar a cobrança e repasse das gorjetas.

GOVERNO BRASILEIRO EMPERRA FERROVIA BIOCEÂNICA

O Fundo China, que foi anunciado dois anos atrás na  visita do presidente da China, Xi Jinping, ao Brasil, será lançado no dia 30, durante o Brasil Investment Forum, evento que contará com a presença do presidente Michel Temer e CEOs de grandes grupos internacionais. Em vez dos US$ 50 bilhões prometidos à época, o valor inicial será de US$ 20 bilhões, a serem aportados na proporção de um dólar do Brasil para cada três da China. Na ocasião, será anunciada uma lista de 30 projetos candidatos a serem financiados pelo mecanismo. A infraestrutura é um ponto central do fundo, mas, ele também financiará projetos em agronegócio, tecnologia e manufatura.  Os chineses têm pressionado para incluir na lista a Ferrovia Bioceânica, projeto orçado em US$ 80 bilhões, prioritário para eles. A ideia de uma ferrovia ligando o Atlântico ao Pacífico foi anunciada também na visita do presidente chinês. Porém, o Brasil é contra, segundo fontes da área técnica. Além do custo elevado, há dúvidas quanto à viabilidade do projeto.

FESTIVAL DE PARINTINS TERÁ APOIO DO GOVERNO DO AMAZONAS

O governador do Estado do Amazonas, David Almeida garantiu um investimento de R$ 5 milhões para o Festival Folclórico de Parintins deste ano.  O anúncio ocorreu durante a assinatura do contrato de patrocínio com a empresa Coca-Cola, que este ano investirá R$ 2,5 milhões na festa, considerada a maior da Amazônia. O governador, David Almeida,  afirmou que o incentivo financeiro visa ajudar a cidade de Parintins., pois, no “Ano passado, em virtude da crise econômica no país, o governo não pôde patrocinar o evento. Hoje, nós estamos aqui assinando com a Coca-Cola um patrocínio bom para garantir a estrutura, apoio aos bois e a prefeitura local”. Almeida disse que o dinheiro será distribuído da seguinte forma: R$ 1 milhão para cada Boi; R$ 1 milhão para a prefeitura do município; R$ 2 milhões para a infraestrutura da festa; R$ 1 milhão para a iluminação e som da festa; e mais R$ 1.250 milhão para cada Boi patrocinado Coca-Cola. O presidente do Boi Caprichoso, Babá Tupinambá disse que com os recursos “Vai ser um boi grandioso. Não apenas para competir, mas, também para ganhar o festival de Parintins. E para isso, nós estamos trabalhando dia e noite com uma equipe de quase 500 pessoas. Pois, quem for ao festival, vai ver um Caprichoso rico e diferente em todos os aspectos”, garantiu. Já para o presidente do Boi Garantido, Adelson Albuquerque, o investimento do governo do Estado em parceria com a Coca-Cola fará “um festival belíssimo”.

VENDAS DE MÁQUINAS SUBIRAM EM ABRIL

As vendas de máquinas agrícolas e rodoviárias no Brasil em abril subiram 14,3 por cento sobre o mesmo período do ano passado, para 3.448 unidades, informou a Anfavea, associação de montadoras.  Na comparação com março, as vendas caíram 7,7%, mas, acumulam, nos quatro primeiros meses deste ano, uma alta de 33,1%, para 13.210 máquinas. Já a produção teve uma alta anual de 25,1% sobre abril de 2016, mas queda de 9,3% em relação a março, para 5 mil unidades. De janeiro ao mês passado, a produção de máquinas agrícolas e rodoviárias teve alta de 55,5%, para 18.066 unidades, segundo a entidade.

Comentar

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *