Coluna Teia Digital: Conab eleva estimativa da safra 2017/2018 – Por Sílvio Persivo

Escrito por
Atualizado: Janeiro 17, 2018

Mas, ninguém quer entrar. “A morte é o clube mais aberto do mundo” (Otto Lara Resende).

 

RONDÔNIA, QUARTO ESTADO A TER CNH DIGITAL

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) Digital, lançada, na segunda-feira (18), no Palácio Rio Madeira, colocou Rondônia na vanguarda das ações para facilitar a fiscalização.  “E também vai ajudar reduzir os acidentes trânsito, que podem matar, neste ano, cerca de 40 mil pessoas”, afirmou o governador Confúcio Moura. O governador recebeu do diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de Rondônia, José de Albuquerque, a primeira CNH Digital, no seu telefone celular. O segundo a receber o documento virtual  foi o vice-governador Daniel Pereira. Eles esclareceram que o serviço é gratuito e está disponível a todos os motoristas. O novo formato da CNH foi lançado pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e Rondônia logo aderiu ao serviço. É o quarto estado a oferecer o documento digitalizado.

 

VII PRÊMIO FOTOGRAFIA-CIÊNCIA E ARTE

Os estudantes de graduação e pós-graduação, docentes e pesquisadores que trabalham com registros fotográficos de suas pesquisas podem se inscrever no VII Prêmio Fotografia-Ciência e Arte até o dia 19 de janeiro de 2018. Serão premiados os três primeiros colocados em duas categorias: 1) Imagens produzidas por câmeras fotográficas: Ambiente Natural e Antrópico e 2) Imagens produzidas por instrumentos especiais (ópticos, eletromagnéticos, eletrônicos): lupa; microscópio; microscópio eletrônico; telescópio; imagem de satélite; raio x; ultrassom; ressonância magnética; endoscópio; colposcópio e PET Scan e tomografia computadorizada. O primeiro lugar de cada categoria recebe R$ 8 mil. O segundo e o terceiro recebem, respectivamente, R$ 5 mil e R$ 2 mil. Além disto, o primeiro colocado de cada categoria participará da 70ª Reunião Anual da SBPC, em julho de 2018, que acontecerá em Alagoas. Mais informações e inscrições na página do Prêmio na internet.

 

PIM AINDA NÃO RETOMOU CRESCIMENTO, AFIRMA  CIEAM

O PIM (Polo Industrial de Manaus) fechou 2017 com uma redução de 31% no número de demissões de trabalhadores em relação a  2016. Segundo o Sindmetal-AM (Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas), de janeiro a dezembro foram 12,3 mil homologações enquanto em igual período do ano anterior, o índice chegou a 17,8 mil dispensas. As fábricas de eletroeletrônicos foram as mais afetadas no período. De acordo ainda com a entidade, no primeiro semestre houve registro de 7,1 mil demissões contra 5,1 mil no segundo. O número representa uma queda de 28% no comparativo semestral. Apesar dos resultados positivos, o presidente do Cieam (Centro das Indústrias do Amazonas), Wilson Périco, pede cautela ao analisar a melhoria, pois, nos últimos anos o setor perdeu cerca 45 mil empregos. Em 2014, o parque fabril contava com 127 mil trabalhadores. Para Périco, não se pode falar em uma retomada se as empresas ainda trabalham com capacidade limite de trabalhadores. “Temos que manter o pé no chão porque os empregos do setor estão diminuindo e isto é preocupante. O fato de reduzir as demissões não representa uma retomada de crescimento, já que estamos fazendo um comparativo com um ano base ruim”, afirmou. Segundo o Sindmetal, de janeiro a dezembro de 2017 houve registro de 12.302 demissões no PIM contra 17.837 desligamentos em 2016, uma queda de 31%. A Samsung da Amazônia foi a empresa que mais demitiu funcionários no período. Ao todo, foram 990 trabalhadores dispensados pela multinacional no pátio industrial.

 

 

O CUSTO ELEVADO DA EDUCAÇÃO

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a educação foi um dos segmentos que mais teve aumento de preços em 2017, com 7,31% no IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). As creches tiveram um aumento de 13,23% e o ensino médio particular um acréscimo de 10,36%.

 

LEILÕES DE FERROVIA TENDEM A SER ADIADOS

O governo pretende fazer, pelo menos, dois leilões de ferrovias: o da Norte-Sul, entre Tocantins e São Paulo; e o da Ferrogrão, entre Mato Grosso e Pará. Há muito interesse do mercado, mas, o entendimento dos especialistas é o de que os leilões só têm grandes chances de serem bem sucedidos depois da definição eleitoral. Para os investidores 2018 será um ano complicado em investimento na infraestrutura justamente por causa da eleição. Os volumes envolvidos em projetos de ferrovias são muito altos, o que dificulta o comprometimento dos investidores no ambiente de incertezas gerado pelas eleições.

 

CONAB ELEVA ESTIMATIVA DA SAFRA 2017/2018

O 4ºrelatório sobre a safra 2017/18 da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) elevou em 0,62% a estimativa de produção nacional de grãos, para 227,95 milhões de toneladas. Em dezembro, a estimativa inicial foi de 225,53 milhões de toneladas. Mesmo assim, se o volume este volume for confirmado, a produção nacional será 4,1% inferior às 237,67 milhões de toneladas de 2016/17. A produtividade média também foi elevada de 3.686 para 3.705 quilos por hectare. O número é 5,1% inferior ao registrado na safra passada, quando condições climáticas ótimas ajudaram os produtores. A área de cultivo também passou para 61,53 milhões de hectares ante 61,46 milhões de hectares no mês passado. A soja e o milho continuam como as principais culturas do país, sendo que para a oleaginosa se estima 110,4 milhões de toneladas, enquanto para o milho, 92,3 milhões de toneladas.  O destaque da atual temporada é a estimativa de aumento da produção de algodão em pluma, estimada em 1,7 milhão de toneladas, um aumento de 11,4% em relação à safra passada.

 

TEMPO RUIM PARA CRIPTOMOEDAS

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) deliberou que moedas virtuais, como o bitcoin, não podem ser usadas como ativos financeiros por fundos de investimento. Não se trata de um fato isolado, de vez que esta semana, a Coreia do Sul anunciou que planeja coibir o comércio deste tipo de moeda. A China segue o mesmo caminho. A Bloomberg noticiou que o secretário de Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, quer apoio das nações do G-20 (grupo que reúne as 20 maiores economias do mundo) para evitar que bitcoin e similares se tornem o equivalente digital a uma conta anônima na Suíça. A Microsoft anunciou que, depois de quase três anos, vai deixar de aceitar bitcoin. A plataforma de jogos Steam também cancelou o uso como sistema de pagamento. Mais significativo, a Conferência de Bitcoin da América do Norte, que será realizada em Miami a partir de amanhã, dia 18, já não está aceitando (para transações de última hora) o bitcoin. O motivo é o congestionamento da rede e o processamento manual, informa o The Coin Telegraph.

 

AUTOR: SÍLVIO PERSIVO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *