Chance de eleição de Bolsonaro é de 75%, afirma Eurásia – Por Sílvio Persivo

Escrito por
Atualizado: outubro 10, 2018

O problema é que sem a máscara você não é Zorro. “Entenda isto: o mundo quer lhe atribuir um papel na vida. E uma vez que você aceita esse papel, você está condenado” (Robert Greene).

PRESIDENTE ELEITO DA CNC PARTICIPOU DE INAUGURAÇÃO DE NOVO CENTRO DE ATIVIDADES DO SESC EM JI-PARANÁ

O presidente eleito da Confederação Nacional do Comércio – CNC e presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviço e Turismo do estado do Amazonas, José Roberto Tadros, participou, na última quinta-feira (04) da inauguração do novo Centro de Atividades Sesc Clementina Galina Coleto, no município de Ji-Paraná. A mais nova unidade do Sesc do Estado de Rondônia, tem 18 mil m2 de área total, sendo 6 mil de área construída, com equipamentos e estruturas de última geração.  Tadros não poupou esforços para vir assistir a inauguração, pois, logo depois de ser eleito, em Brasília, e ter tido uma reunião com o presidente Temer, viajou correndo para, no coração de Rondônia, prestigiando a inauguração do novo centro de atividades do Sistema Fecomércio/Sesc. No seu discurso, Tadros disse que a obra é fruto do trabalho incansável do presidente Raniery Coelho e do apoio da classe empresarial rondoniense que luta por dias melhores na economia e reflete o rumo que pretende dar ao Sistema do Comércio.  Já o presidente Raniery Coelho, ao agradecer a presença de Tadros, lembrou que a obra teve grande participação dele e que se sentia muito honrado com a presença do presidente eleito da CNC, “demonstrando que fará um trabalho diferenciado e que pretende avançar para a nova vanguarda tecnológica, com a atividade empresarial 4.0 (combinação de máquinas inteligentes, produção, processos e sistemas que formam uma sofisticada rede interconectada)”.

SERVIDOR DO INCRA DE RONDÔNIA ASSUME DIRETORIA

O servidor da superintendência do Incra de Rondônia, Cletho Muniz de Brito, tomou posse como novo diretor de Ordenamento da Estrutura Fundiária, dia 9 de outubro, em Brasília (DF). A diretoria gerencia e promove o ordenamento do território nacional. É responsável pelo cadastro e certificação de imóveis rurais públicos e privados, assim como o controle da aquisição de terras por estrangeiros. Coordena também as ações de regularização fundiária de terras públicas federais fora da Amazônia Legal e a execução das atividades de identificação, reconhecimento, delimitação, demarcação e titulação das áreas ocupadas pelos remanescentes de quilombos no país. Na assinatura do termo de posse, Brito destacou que pretende dar continuidade às ações da área com atenção especial para a regularização fundiária de terras públicas rurais.

CHANCE DE ELEIÇÃO DE BOLSONARO É DE 75% AFIRMA EURÁSIA

A combinação de força do candidato à Presidência do PSL, Jair Bolsonaro, no primeiro turno da eleição presidencial com o aumento da onda anti-petista aumenta as chances de vitória do capitão da reserva no segundo turno de 60% para 75%, avalia a consultoria norte-americana de risco político Eurásia. Bolsonaro recebeu 46% dos votos válidos, e Fernando Haddad (PT) em segundo lugar, teve 29%. Anteriormente, a empresa chegou a trabalhar com 20% de chances de vitória de Bolsonaro no primeiro turno. No segundo turno, o aumento da probabilidade de Bolsonaro ganhar decorre do fato de ele ter ficado muito perto de alcançar a metade de todos os votos válidos neste domingo (7), justifica a consultoria. Na prática, ele precisa convencer uma parcela relativamente pequena de eleitores de outros candidatos, continua a Eurasia. “Mas o ponto é que Haddad agora enfrenta um caminho difícil pela frente”, acrescenta, pontuando que mesmo que o petista recebesse todos os votos de Ciro Gomes – o que é uma visão otimista -, ainda segundo a consultoria, ele alcançaria 41% de apoio contra os 46% de Bolsonaro. “E olhando para o perfil dos eleitores dos próximos quatro candidatos que receberam mais votos, Geraldo Alckmin, João Amoêdo, Cabo Daciolo e Henrique Meirelles, eles tendem a ser mais conservadores e inclinar-se mais fortemente para o Bolsonaro”, completa. Nem os votos herdados de Marina Silva e Guilherme Boulos ajudariam Haddad.

A ELEIÇÃO DA PURIFICAÇÃO

Não há dúvida de que Bolsonaro e seu partido, o PSL, deram um notável salto no cenário nacional com a eleição de senadores e 52 deputados. Além do mais, com a perspectiva de extinção de 14 partidos por causa das cláusula de barreira (exigência de, pelo menos, 1,5% dos votos válidos nacionais ou 9 deputados, em nove estados), pode atrair ainda mais parlamentares. Em parte isto se deve ao perfil de Bolsonaro, mas, também ao esfacelamento dos partidos tradicionais, pois, o eleitor demonstrou muito maior autonomia no último pleito, principalmente, em razão do antipetismo. Esta eleição assim funcionou como uma espécie de purgatório para as velhas lideranças, em especial as com problemas na Lavajato. Foi uma limpa que começou por jogar no ostracismo a ex-presidente Dilma Roussef, mas, passou por Romero Jucá, Raupp, Requião e outros menos votados, só para mostrar o tamanho do estrago nos políticos profissionais. É improvável que Haddad consiga reverter o jogo. Há um sensível ranço antipetista imune aos argumentos ou as emoções. A conferir, mas, a tendência é que a diferença seja maior ainda mesmo que os institutos de pesquisa voltem a cometer os mesmos pecados do primeiro turno. O sentimento nacional anti-PT está mais forte do que nunca. A única dúvida é se no Nordeste vai se fazer sentir mais ainda. Mas, não será surpresa se Haddad tiver menos votos do que conseguiu no primeiro turno.

ESTÃO CHAMANDO OS OUTROS DE FASCISTAS NEM SABER O QUE É

O discurso democracia x ditadura é abstrato para a população. É inútil, e mal educado, o que fazem, inclusive com fake news nas redes sociais, tentando afirmar que quem votar Bolsonaro é um apoio à ditadura e um engano porque votar nele é ser fascista. É tão sem noção como dizer que quem vota em Haddal é comunista. Priorizar este tipo de debate ideológico genérico é fazer o jogo de quem não tem qualquer proposta para melhorar a vida dos brasileiros e desenvolver o país. Que se usem argumentos razoáveis invés de xingar os adversários de fascista, que 99% das pessoas nem mesmo sabe o que significa.

AUTOR: SÍLVIO PERSIVO –  COLUNISTA TEIA DIGITAL

PROFESSOR, JORNALISTA E ECONOMISTA

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.