Capital: Movimento Rondônia pela Educação acontece no próximo dia 23 de maio, às 09H00

Escrito por
Atualizado: maio 18, 2016

 Sorte sua. Falhei em muitas coisas e não consegui me tornar nada. “A maioria dos sucessos brota de um obstáculo ou fracasso. Eu me tornei um desenhista porque eu falhei em minha meta de me tornar um executivo de sucesso” (Scott Adams).

 A REALIDADE VIRTUAL EM VIAS DE MATERIALIZAÇÃO

Muitos especialistas consideram que o lançamento da versão final dos Óculus Rift, um dispositivo de realidade virtual que abre as portas para esta tecnologia por grandes empresas, este será o “ano da realidade virtual no mundo”. Na verdade o conceito da realidade virtual ter origens bem anteriores, mas, ganhou alento no final de 2012, depois que a empresa Óculus, hoje da  Facebook, lançou uma campanha de financiamento colaborativo para viabilizar o grande potencial desta tecnologia. Outras grandes corporações do setor da tecnologia como Sony, HTC, Google e Microsoft buscam criar novos produtos de realidade virtual. No Brasil a chegada de unidades dos Óculus Rift só vieram até dois anos depois do lançamento, mas, outras soluções, como a do simulador de realidade virtual Rilix Coaster, um passeio de montanha-russa por lugares inusitados por meio de realidade virtual permitiu acesso imediato e de baixo custo à tecnologia no setor de entretenimento. Outro exemplo é o Google Cardboard, um dispositivo de baixo custo impresso em papelão que o usuário pode utilizar no seu próprio smartphone para ter uma ideia do que se tornará a Realidade Virtual. É com soluções de muito baixo custo como como o Google Cardboard ou o GearVR,  que, atualmente, uma pessoa consegue utilizar realidade virtual o que aumenta a possibilidade de consumo e faz surgir a possibilidade de novas aplicações em muitos campos que não apenas o de jogos e diversões.

Umax21

MERCADO IMOBILIÁRIO VARIOU COM INVESTIMENTOS DO RIO MADEIRA

Na última segunda-feira, dia 16, no Núcleo de Ciências Sociais Aplicadas-NUCSA, a aluna Kely Alves de Freitas Marques teve aprovada sua dissertação sobre a variação do  mercado imobiliário na área central de Porto Velho (RO) no período de 2008 a 2014. Orientada pelo professor doutor Jonas Cardoso a análise mostra que, em função dos investimentos realizados nas usinas o mercado variou bastante, mas, tendeu a apresentar uma significativa diminuição dos valores, a partir da diminuição das atividades das construtoras das barragens. A professora e mestre Neima Quele, diretora do Departamento de Ciências Econômicas também fez parte da banca.

GAZIN 50 ANOS, 50 BARRAS DE OURO

A Gazin (www.gazin.com.br) realiza a promoção “Gazin 50 anos, 50 barras de ouro”, que já completou dez clientes, e irá sortear 40 ainda mais com uma barra de ouro equivalente a R$ 35 mil. O próximo sorteio acontece dia 18 de maio, em Porto Velho. Em cada etapa, são premiados 10 sortudos e, na última, 20, totalizando R$ 1,7 milhão distribuído. A ação tem como objetivo retribuir a parceria fiel de sua clientela. O gerente de marketing do varejo da empresa, Edson Oleksyw, afirma que a ideia da promoção surgiu da tradicional celebração dos casados que completam 50 anos juntos. “Queremos comemorar nossas bodas de ouro com a família brasileira e reafirmar nosso compromisso de fazer sempre o melhor”. Para participar da promoção, basta fazer compras acima de R$ 100,00 em qualquer das lojas da Gazin. A cada R$ 100,00 reais em compras o cliente tem direito a um cupom para concorrer. Quanto mais cupons, maiores as chances de ganhar.

MOVIMENTO RONDÔNIA PELA EDUAÇÃO

O lançamento estadual do Movimento Rondônia pela Educação acontece no próximo dia 23 de maio, às 09H00, no Teatro Guaporé, em Porto Velho, com a presença do presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Glauco José Côrte; do diretor do Instituto Ayrton Senna, Mozart Neves Santos, do governador de Rondônia, Confúcio Moura, para assinatura do termo de adesão. A experiência bem-sucedida gestada pela Fiesc motivou a Federação das Indústrias de Rondônia (Fiero) e o presidente Marcelo Thomé – um entusiasta da iniciativa, a replicar no Estado, o Movimento Rondônia pela Educação como forma de melhorar os indicadores da educação local. A proposta, segundo o presidente da Fiero, Marcelo Thomé, é reunir representantes dos setores econômicos, dos sindicatos patronais e de trabalhadores, dos setores educacionais, da sociedade civil e do Poder Público, comprometidos com a causa de contribuir para Rondônia entrar em uma rota de inovação e de desenvolvimento social econômico, tendo como mola propulsora a educação. Thomé lembra que o voluntariado é uma prática ainda pouco difundida no Brasil e deve ser estimulado, sobretudo na área educacional e declarou:  “Acredito na força do voluntariado como forma de atrairmos mais pessoas para uma causa que é essencial para o desenvolvimento do País. Nós temos que disseminar e difundir o conceito do voluntariado, pois a união de pessoas dispostas a colaborar e formar parcerias são fundamentais para a implantação e o sucesso deste projeto cujos ganhos serão significativos”.

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.