Teia Digital

Brasil terá um milhão de oportunidades para os jovens – Por Silvio Perviso

O pior é que, com o tempo, o abismo aumenta. “Entre o que eu penso, o que quero dizer, o que digo e o que você ouve, o que você quer ouviu e o que você acha que entendeu, há um abismo” (Alejandro Jodorowsky)

 

TAMBAQUI DE RONDÔNIA COM PERSPECTIVAS DE SER EXPORTADO PARA ISRAEL

O embaixador de Israel no Brasil, Yossi Sheley, na tarde de terça-feira (27) esteve com o governador coronel Marcos Rocha, conhecendo o trabalho desenvolvido por um frigorífico de peixes em Ariquemes, município a 190 quilômetros de Porto Velho. A visita ao frigorífico – que já se tornou referência no Brasil no processamento de cortes dos peixes Tambaqui, Pintado e Pirarucu – permitiu ao embaixador de Israel ver todas as etapas de beneficiamento que envolvem as operações de seleção, corte, descamação, embalagem, resfriamento e congelamento que garantem a qualidade do produto que hoje, é exportado para Peru e Bolívia. O mercado de pescado de Rondônia também já tem um ensaio de negócios com a China e África e, agora, se fortalece com a perspectiva de exportação para Israel. A produção de pescado rondoniense já se destaca no Brasil, abastecendo vários estados, como Mato Grosso, Goiás, Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Amazonas e Paraná.

 

SUDAM APOIA FÓRUM AMAZÔNIA +21

Como um dos patrocinadores do Fórum Amazônia+21, que acontece de 4 a 6 de novembro,  através de plataformas online, a superintendente da Sudam (Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia), Louise Caroline Campo Low, fez questão de realçar o apoio e a participação da instituição afirmando que “A Sudam patrocina o Fórum Mundial Amazônia+21 porque acreditamos que, além de ser um evento de negócios e parcerias, é um espaço aberto para discutir o desenvolvimento da Amazônia. E esse é o negócio da Sudam: levar qualidade de vida para as pessoas que vivem aqui, incluir e integrar com sustentabilidade”.  Segundo ela, a Sudam tem instrumentos sólidos para desenvolver a região. “E agora, com uma nova gestão, pretendemos mostrar que a Sudam está viva e será protagonista na promoção do desenvolvimento includente e sustentável da Amazônia Legal. Temos mais de 200 colaboradores, um corpo funcional qualificado, atuamos em todos os estados da região Norte, além do Mato-Grosso e parte do Maranhão”, explicou. Louise salientou também o PRDA (Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia), que está concorrendo ao Prêmio de Inovação no Setor Público. “Reunimos projetos e diretrizes para a nossa ação”, disse.  “Participar de um fórum que discute e comunica ações e planos de desenvolvimento está alinhado com a nossa missão institucional”.

 

CONFIANÇA DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO DE MANAUS SOBE PELO TERCEIRO MÊS CONSECUTIVO

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio), medido pela CNC em conjunto com a Fecomércio/AM, mostra que a confiança dos lojistas de Manaus avançou pela terceira vez consecutiva, de setembro para outubro. As condições presentes puxaram o índice local para superar a média nacional e o indicador registrou 120 pontos em Manaus, ficando 13,9% acima da marca de setembro (105,4 pontos), mas ainda abaixo do nível de abril (126,2 pontos). No confronto com outubro do ano passado (135,2 pontos), há uma diminuição de 11,3%. No Brasil, o índice cresceu 10,5% e alcançando 103,1 pontos, voltando ao patamar de otimismo depois de seis meses de baixa. No comparativo anual, por outro lado, houve uma queda de 15,1%. Elaborado com a percepção dos empresários do comércio, o levantamento avalia as condições atuais, expectativas de curto prazo e intenções de investimento. As pontuações abaixo de 100 representam insatisfação, enquanto marcações de 100 até 200 são consideradas de satisfação. A Confederação Nacional do Comércio faz o estudo com 6.000 empresas de todas as capitais do país – 164 delas, em Manaus.

 

UM MILHÃO DE OPORTUNIDADES

Com uma população de 48 milhões de pessoas entre 10 e 24 anos, o Brasil tem a maior geração de adolescentes e jovens de sua história, segundo o Unicef. Um dado preocupante é que um em cada quatro adolescentes e jovens não estuda, nem trabalha. Para melhorar este quadro empresas, sociedade civil, Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) lançaram nesta quarta-feira (28)a iniciativa “Um Milhão de Oportunidades” (http://1mio.com.br/). O foco são adolescentes e jovens de 14 a 24 anos, em especial os que estão em situação de vulnerabilidade – como negros e pardos, indígenas, moradores de periferias urbanas e áreas rurais e pessoas com deficiência. A meta, segundo é a de gerar, nos próximos dois anos, um milhão de oportunidades em quatro pilares: acesso à educação de qualidade; inclusão digital e conectividade; fomento ao empreendedorismo e protagonismo de adolescentes e jovens; e acesso ao mundo do trabalho em oportunidades de estágio, aprendiz e emprego formal. Por meio de uma plataforma digital, a iniciativa pretende auxiliar adolescentes e jovens a buscar informações, por regiões, de qualidade sobre oportunidades e formação para o mundo do trabalho. Todas as oportunidades poderão ser acessadas no site e no aplicativo, que terão um monitoramento sobre o preenchimento efetivo de cada oportunidade pelas empresas participantes por meio de um acordo de adesão. “ Devemos cuidar, incentivar e apoiar o ensino de todos os jovens, principalmente os que se encontram em situação de vulnerabilidade, pois neles creditamos a esperança de um Brasil mais justo e igualitário. Temos que trabalhar para garantir mais oportunidades para todos”, disse Juliana Azevedo, executivo da P&G Brasil. A fonte da nota é a Agência Brasil.

AUTOR: SILVIO PERSIVO –  COLUNA TEIA DIGITAL

  • A opinião dos nossos colunistas colaboradores não reflete necessariamente a opinião da Folha Rondoniense

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com