Banco da Amazônia anuncia R$ 1 Bilhão de reais em investimentos para Rondônia – Por Sílvio Persivo

Escrito por
Atualizado: Março 15, 2018

É, mas, há temporários de curta e longa duração. “Os acontecimentos são temporários” (David Niven).

BANCO DA AMAZÔNIA ANUNCIA R$ 1 BILHÃO PARA INVESTIMENTOS EM RONDÔNIA

Na quarta-feira (14), em Porto Velho, o Banco da Amazônia (Basa) firmou um protocolo de intenção com o governo para viabilizar o plano de aplicação dos recursos para o setor produtivo de Rondônia que prevê, para 2018, de mais de R$ 1 bilhão para investimentos. Signatário do documento, o governador Confúcio Moura disse que é possível que o valor seja ainda maior. “Tudo depende dos projetos que serão apresentados”, explicou o governador sobre a possibilidade do volume de recursos superar o constante no protocolo de intenções. A cerimônia aconteceu no auditório Governador Jerônimo Santana, no Palácio Rio Madeira. Marivaldo Melo, o presidente do Basa, veio a Porto Velho especialmente para o ato. Setores representativos da agropecuária e indústria também participaram.

PRAZO PARA ADESÃO AO REFAZ RONDÔNIA SE ENCERRA DIA 19 DE MARÇO

O Programa de Regularização Fiscal de Rondônia (Refaz), que objetiva regularizar débitos de ICMS, IPVA e ITCD com desconto de até 95% de juros e multas encerra-se no próximo dia 19 de março. O coordenador da Secretaria de Estado de Finanças (Sefin), Wilson César de Carvalho, explicou que, ao vencer o prazo da Refaz, Rondônia terá que ficar quatro anos sem conceder o benefício, pois esse prazo ficou acordado na reunião do Conselho Nacional de Políticas Fazendária (Confaz)realizada no dia 23 de novembro de 2017. O coordenador explicou ainda que todos que tem débitos com a Sefin, referentes ao Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS), Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos (ITCD) e o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) gerados até 31 de dezembro de 2016 pode regularizar a situação aderindo ao Programa de Regularização Fiscal de Rondônia (Refaz), que oferece várias opções para pagar à vista e para parcelar o débito com desconto nos juros e multas.

MESTRADO ACADÊMICO EM ESTUDOS LITERÁRIOS DA UNIR

A Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR) divulgando o edital

de abertura do processo seletivo para o Mestrado Acadêmico em Estudos Literários (MEL) para o preenchimento de 23 vagas com ingresso no segundo semestre de 2018 (EDITAL N° 001/2018/MEL). Podem se inscrever para o processo seletivo do MEL os portadores de diploma de curso superior reconhecido pelo MEC ou revalidado no Brasil. As inscrições para o processo seletivo poderão ser realizadas pessoalmente ou por meio de procuração com firma reconhecida do candidato, de 30 de abril a 02 de maio de 2018, das 9h às 16h, na sala de Coordenação do PPG-MEL, no Bloco das Pró-Reitorias, piso térreo, no Campus José Ribeiro Filho, em Porto Velho, BR 364, Km 9,5 (sentido Acre). Serão aceitas inscrições enviadas pelos Correios, via Sedex, postadas dentro do prazo estipulado, incluindo todos os documentos exigidos no Edital. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail mel@unir.br e na página do Mestrado Acadêmico em Estudos Literários (www.mel.unir.br).

PRÉ-SELEÇÃO PARA O BALÉ BOLSHOI NO SESI

Umas das principais companhias de balé do mundo, a Escola de Teatro Bolshoi, fará pré-seleção para novos alunos, dia 5 de maio, no ginásio da escola Sesi-Senai-IEL Lagoa, à avenida Rio de Janeiro. A parceria foi fechada entre a instituição de ensino, Funcultural e prefeitura de Porto Velho. A cada ano a Escola de Dança Bolshoi no Brasil realiza audição com alunos para composição de seu seleto grupo de alunos. Bailarinos de todo Brasil participam desta audição, entre eles, bailarinas da academia de dança do Sesi-Senai Lagoa. A gerente da escola, Fabiana Amaral ressalta que a Fundação Cultural (Funcultural) da Prefeitura de Porto Velho é responsável pela vinda da equipe técnica da instituição à capital rondoniense. O Sesi apoia o evento com a cessão do ginásio. As inscrições estarão abertas até 2 de maio e podem ser feitas pelo site www.escolabolshoi.com.br. Os inscritos vão passar por avaliações de condições físicas para dança, como musculatura, articulações, desvios posturais, habilidades físicas e motoras, percentual de massa corpórea e habilidades para o balé clássico e contemporâneo. A pré-seleção será no ginásio do Sesi, na avenida Rio de Janeiro. Os selecionados receberão bolsa de estudo. Os testes serão realizados às 9 horas para os nascidos entre 2004 e 2006. Às 11h15 para os nascidos nos anos 2000 a 2003. As vagas são para os nascidos nos anos de 2000 a 2009 de ambos os sexos. O valor das inscrições é R$ 22,00 e deverá ser pago até o dia 4 de maio, na Caixa Econômica agência: 0419, operação

003, conta corrente: 2481-6. A direção da escola informa que não serão aceitas inscrições que não estejam de acordo com as exigências do edital. Para os nascidos entre 2000 a 2006 — faz-se necessário conhecimento/vivência em dança. O resultado da pré-seleção será divulgado no dia 7 de maio no site da escola Bolshoi. A Escola Bolshoi Brasil fica em Joinville É a única fora de Moscou, na Rússia. Joinville foi a cidade escolhida para sediar o projeto de inclusão social de crianças e jovens. A Escola, que fica no Norte Santa Catarina, foi inaugurada no ano 2000.

SITUAÇÃO FINANCEIRA FAZ COM QUE 40% DOS CONSUMIDORES ESTEJAM PESSIMISTAS COM O FUTURO

Segundo o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), o Indicador de Confiança marcou 42,8 pontos em fevereiro de 2018, ligeiramente acima do observado em fevereiro de 2017 (41,4 pontos). A escala do indicador varia de zero a 100, sendo que quanto mais acima de 50 pontos o número, mais otimista se encontra o consumidor. O Indicador de Confiança é composto por dois componentes: o Indicador de Condições Atuais, que afere o cenário momentâneo da economia e da própria vida financeira e marcou 32,4 pontos; e o Indicador de Expectativas, que avalia o que os consumidores esperam para os próximos seis meses e marcou 53,2 pontos. Pela sondagem, 74% dos brasileiros avaliam o atual momento econômico do país como ruim, contra apenas 4% que consideram a situação ótima ou boa. Quando o assunto é a avaliação da própria vida financeira, o percentual dos que consideram o momento atual como ruim cai para 38%, enquanto 12% avaliam a vida financeira de forma positiva.

AUTOR: SÍLVIO PERSIVO –  COLUNISTA TEIA DIGITAL

PROFESSOR E ECONOMISTA

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *