Teia Digital

Ariquemes tem custo de gasolina mais alto – Por Sílvio Persivo

Pelo jeito não temos escapatória, baby. “Se você não encontrar uma forma de ganhar dinheiro enquanto dorme, vai trabalhar até morrer” (Warren Buffett). 

PROFESSORA EURLY TOURINHO É A MAIS NOVA INTEGRANTE DA ABEF 

Na última quinta-feira (10), no auditório da UNIR/Centro, a Academia Brasileira de Educação Física(ABEF) empossou, entre seus membros efetivos, a mestre Eurly Kang Tourinho, docente do Departamento de Educação Física (DEF) da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR) na cadeira de número 23. Para isto esteve presente no evento AlmirAdolfo Gruhn, presidente da ABEF, que foi recebido pelo reitor Ari Miguel Teixeira Ott, pelo delegado Regional da Federação Internacional de Educação Física (FIEP) e o professor da do DEF/UNIR, João Bernardino Neto. Durante seu pronunciamento, o presidente AlmirAdolfo Gruhn pontuou que a posse da professora EurlyKangTourinho faz com que Rondônia passe a ser parte integrante da ABEF. O reitor Ari Ott ressaltou que “… sua participação na Academia é justíssima, principalmente, em razão da dedicação e seriedade com as quais sempre atuou em prol da academia e da comunidade Rondoniense”.  O delegado regional da FIEP, professor João Bernardino Neto, parabenizou a imortal e afirmou que certamente, na ABEF, ela continuará atuando com vigor e respeito por Rondônia.

II SEMANA DO LIVRO E DA BIBLIOTECA DA UNIR 

A Biblioteca Central (BC) da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), por meio da sua Gerência de Atendimento ao Público (GAP), campus Porto Velho, promove de hoje (14) a  sexta feira (18), a II Semana do Livro e da Biblioteca, que possui uma vasta agenda de atividades acadêmicas e culturais, em sua sede no campus José Ribeiro Filho, em Porto Velho. Com o tema “Biblioteca: espaço para o empreendedorismo, arte e cultura”, a programação da II Semana do Livro e da Biblioteca da UNIR viabilizará acesso a cursos, palestras, exposições, rodas de conversa com autores regionais, dança, jogos, apresentação teatral e sorteios. A programação completa está disponível no link https://www.unir.br/index.php?pag=noticias&id=27520

ARIQUEMES TEM CUSTO DE GASOLINA MAIS ALTO 

Uma pesquisa realizada pela  da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nas principais cidades de Rondônia, na semana passada até o sábado, 12 de outubro, mostrou que o preço médio do litro em Ariquemes tem o maior  custo entre os municípios levantados. Lá custa R$ 4,75, o mais caro, enquanto que o litro de gasolina mais barato é vendido em Vilhena: R$ 4,49, em média. Na sequência está Porto Velho, onde custa R$ 4,57. Nos demais municípios pesquisados: Pimenta Bueno: R$ 4,70; Cacoal: R$ 4,63 e Ji-Paraná: R$ 4,59. 

SETOR DE SERVIÇOS DO AMAZONAS VOLTA A CRESCER PELO SEGUNDO MÊS CONSECUTIVO

O setor de serviços do Amazonas seguiu na contramão do país e emendou seu segundo mês de alta mensal. Embora o resultado tenha ficado abaixo do registrado 12 meses atrás.  Segundo a pesquisa mensal do IBGE o volume de serviços aumentou 0,3% em relação a julho de 2019, porém, caiu 3,5% no confronto com agosto de 2018. Os acumulados do ano (+2,7%) e dos últimos 12 meses (+1,2%) perderam força em relação aos respectivos números do levantamento anterior (+3,8% e +2,2%), todavia, seguiram no positivo e bem acima da média nacional (+0,5% e 0,6%, respectivamente).  A variação mensal levou o Estado à sétima posição no país, com número abaixo da média nacional (+0,5%), em um panorama de 19 resultados negativos. Roraima (+3,9%), Espirito Santo (+2,8%) e Bahia (+1,3%) encabeçaram a lista e as últimas posições ficaram em Tocantins (-8,2), Acre (-7,1) e Alagoas (-5). No acumulado do ano, o Amazonas ficou em terceiro lugar, atrás de Maranhão (+3,5%) e São Paulo (3,2%). As últimas posições foram ocupadas por Acre (-8,8%), Rondônia (-6,8%) e Mato Grosso (-6,5%). 

CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA NO FIM DE ANO SERÁ A MAIOR DOS ÚLTIMOS SEIS ANOS 

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgou estimativa, sobre os postos de trabalho temporários para o Natal deste ano, em que prevê  a contratação de 91 mil trabalhadores temporários para atender à demanda do varejo no período natalino, ou seja, um aumento de 4% em relação a 2018 e a maior oferta de empregos temporários dos últimos seis anos. Também a CNC estimou que o Natal movimente R$ 35,9 bilhões no comércio varejista de todo o país.  Segundo o presidente da confederação, José Roberto Tadros, esta “retomada parcial do nível de atividade do setor” está sendo influenciada pela inflação baixa, pelos juros básicos no piso histórico, por prazos mais amplos para a quitação de financiamentos e, principalmente, pela liberação de recursos extraordinários para o consumo, como os saques no FGTS e no PIS/Pasep. Entre os estados que  mais irão gerar vagas destacam-se São Paulo (22,6 mil), Minas Gerais (10 mil), Rio de Janeiro (9,4 mil) e Rio Grande do Sul (7,6 mil), que concentrarão mais da metade da oferta de vagas. Entre os setores do comércio, os maiores volumes de contratações estão os ramos de vestuário (62,5 mil vagas) e de hiper e supermercados (12,8 mil). Oito em cada dez vagas ofertadas deverão ser preenchidas por vendedores (57 mil), operadores de caixa (13 mil) e pessoal de almoxarifado (4,6 mil).

CONSTRUÇÃO CIVIL PUXA AUMENTO DOS NOVOS EMPREGOS

Segundo o IBGE, a construção civil cresceu 2,0% no 2º trimestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado, depois de cinco anos registrando quedas. Ainda de acordo com o instituto, o resultado ajudou a impulsionar o PIB brasileiro, que subiu 1,0% no 2º trimestre de 2019 quando comparado com 2018, o 10° resultado positivo consecutivo nesta base de comparação. A construção civil também, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de janeiro a agosto de 2019,  

foi a indústria que mais contribuiu com 96,5 mil empregos (16% das vagas totais) dos 568 mil novos empregos gerados este ano. Na comparação com o mesmo período de 2018, quando houve a criação de 568 mil empregos e a construção civil contribuiu com 65,5 mil empregos (12% das vagas totais), houve um aumento de 1,7% no geral e de 47,3% na construção civil. 

AUTOR: SÍLVIO PERSIVO  – COLUNA TEIA DIGITAL

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
google.com, pub-7782545053471182, RESELLER, f08c47fec0942fa0 #adxnobeta google.com, pub-6305837203541982, RESELLER, f08c47fec0942fa0 #adsensenobeta advertising.com, 27019, RESELLER #VerizonVideonobeta adtech.com, 11471, RESELLER #VerizonDisplaynobeta rubiconproject.com, 20572, DIRECT, 0bfd66d529a55807 #rubiconnobeta rtbhouse.com, TDT9X1pgz7VI2ogjzQLQ, RESELLER #RTBHousenobeta criteo.com, 167147, DIRECT #Criteonobeta vdopia.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #video nobeta chocolateplatform.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #video nobeta vdopia.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #banner nobeta chocolateplatform.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #banner nobeta appnexus.com, 3153, RESELLER, f5ab79cb980f11d1 #nobeta152media appnexus.com, 10478, RESELLER, f5ab79cb980f11d1 #nobetaFI

BAIXE NOSSO APLICATIVO

TEMPO REAL

EM LINHAS GERAIS

TEIA DIGITAL

RESENHA POLÍTICA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PARCEIROS

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com