Teia Digital

4ª Exposição de Agroindústria e Artesanato de Rondônia – Por Silvio Persivo

O consenso é sempre obscuro. “Todas as cores concordam no escuro” (Francis Bacon). 

4ª EXPOSIÇÃO DE AGROINDÚSTRIA FAMILIAR E ARTESANATO 

Os derivados do leite, biscoitos, rapadura, mel, polpa de fruta, cocadas, produtos suínos, artigos artesanais, entre outras variedades, foram os destaques da 4ª edição da Exposição de Agroindústria Familiar e Artesanato, realizada na sexta-feira (28), no estacionamento Pirarucu no Palácio Rio Madeira, em Porto Velho. A exposição, coordenada pela Secretaria Estadual de Agricultura (Seagri), se  propõe à fomentar a geração de renda, e ao mesmo tempo funciona como uma vitrine do bom preço e qualidade dos produtos rondonienses. O coordenador de Agricultura Familiar da Seagri , Victor Paiva, disse que esta edição teve a participação de 30 agroindústrias e 12 artesãos dos municípios de Colorado do Oeste, Cacoal, Jaru, Vilhena, Presidente Médici, Ariquemes, Guajará- Mirim e Cacaulândia. Os produtos rondonienses possem o certificado do Programa de Verticalização da Agricultura Familiar (Prove), estão inclusos no Programa de Inclusão Produtiva com Segurança Sanitária (Praissan), o qual Rondônia foi o primeiro estado a aderir . Segundo a  nutricionista da Agevisa, Lúcia Freitas, o programa tem o objetivo de orientar e amparar os pequenos agricultores, microempreendedores individual, as cooperativas e as associações.

A NOVELA SOFRIDA DA TRANSPOSIÇÃO CONTINUA 

Atendendo aos pedidos de toda a bancada federal, foi publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (02/03) uma resolução que revoga o art.33 da portaria nº 8.382, de 31 de outubro de 2019 que impedia o processo administrativo de transposição dos servidores dos ex-territórios com ação judicial em andamento. Na verdade é semelhante à conversa de botar o bode na sala para tirar depois, mas, não se tem solução para o fato de que faz  anos que os servidores do ex-território de Rondônia lutam para conseguir a transposição para os quadros da União. O processo, além de demorado e desgastante, é injusto com os que prestaram relevantes serviços à Rondônia.  

RONDÔNIA LIDERA ESTADOS DA REGIÃO NORTE COM RENDA ACIMA DA MÉDIA BRASILEIRA 

Segundo o  IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) um grupo de 12 unidades federativas possui o valor médio de abaixo do salário mínimo (R$ 1.039,00), entre os quais estão Sergipe (R$ 979,78), Pernambuco (R$ 970,11), Ceará (R$ 942,36), Paraíba (R$ 928,86), Bahia (R$ 912,81), Amapá (R$ 879), Acre (R$ 889,00), Amazonas (R$ 842,08), Piauí (826,81), Pará (R$ 806,76), Alagoas (R$ 730,86) e Maranhão (R$ 635,59). Note-se que todos estão situados nas regiões Nordeste e Norte. No Nordeste apenas o Grande do Norte (R$ 1.056,59) possui renda per capita acima do salário mínimo. Na região Norte Rondônia (R$ 1.136,48), Tocantins (R$ 1.055,60) e Roraima (R$ 1.043,94) também ficaram acima. O maior rendimento médio, conforme o  IBGE, está no Distrito Federal (R$ 2.685,76), unidade sem grande atividade produtiva, fora a política. O segundo e o terceiro colocados estão situados no Sudeste – São Paulo (R$ 1.945,76) e Rio de Janeiro (R$ 1.881,57) –, região que concentra as maiores populações e os maiores PIBs do país.

ÍNDICES ECONÔMICOS QUASE ESTÁVEIS 

Segundo o boletim Focus, pesquisa semanal do Banco Central (BC), que traz as projeções de instituições financeiras para os principais indicadores econômicos, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiros, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, durante o ano, foi reduzido de 2,20% para 2,17% em 2020. Para os anos seguintes, 2021, 2022 e 2023, continuam em 2,50%. No que concerne à inflação reduziram um pouco a previsão  do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2020 – a inflação oficial do país – de 3,20% para 3,19%. Para 2021, a estimativa de inflação foi mantida em 3,75%. A previsão para os anos seguintes também não teve alterações: 3,50% em 2022 e 2023. Já a cotação do dólar deve fechar o ano em R$ 4,20. Para 2021, a expectativa é que a moeda americana continue no patamar alto e encerre o ano em R$ 4,15.

TRANSPORTE PÚBLICO GRATUITO 

Claro que só pode ser num país desenvolvido, na Europa mesmo. O Ministério da Mobilidade do Luxemburgo anunciou que sua população (meio milhão de habitantes) pode pegar ônibus ou trens a partir do ultimo sábado (29 de fevereiro)  sem precisar abrir a carteira, já que este pequeno país no centro do continente se tornou a primeira nação do mundo a oferecer transporte público gratuito. Há outras cidades do mundo que já implementaram sistemas parcialmente livres (em dados momentos ou para certos meios de transporte), mas, pela primeira vez, a medida se aplica a um país inteiro.

INOVAÇÃO É IMPRESSÃO DE COMIDA

A presença das máquinas no nosso dia a dia j é algo comum. São tantas delas que nada mais nos impressiona. Nada mais? Não é bem assim. Tanto que a grande sensação do NRF Big Show Conference & Expo, que acontece todo ano em janeiro, em New York, o maior evento de tecnologia para e-commerce e varejo, com mais de 40 mil participantes, o centro de atenções foi uma impressora 3D….de comida! Pois é, impressora que imprime comida…isto mesmo, daqui a alguns meses você poderá baixar uma pizza pela Internet e imprimi-la em casa? Não acredita? Confira um resumo do Innovation Lab da NRF, onde se apresentaram as melhores startups de e-commerce e varejo.  Veja em https://news.comschool.com.br/startups-de-e-commerce-e-varejo/

AUTOR: SÍLVIO PERSIVO –  COLUNA TEIA DIGITAL

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com