Todos os mortos em Colniza Mato Grosso eram de Rondônia; Atenção imagens fortes

Escrito por
Atualizado: abril 22, 2017

A preocupação da polícia no momento é a de retirar os corpos do local onde ocorreu o fato.

Colniza, MT – A assessoria de imprensa da Policia Civil do estado do Mato Grosso informou no início desta sexta-feira (21), a nossa redação que o número de mortes da chacina na zona rural de Colniza, totalizam 09 (nove), e não são 10, como noticiados anteriormente. Todos os mortos são do sexo masculino, não foi identificada nenhuma mulher entre as vítimas.

A preocupação da polícia no momento é a de retirar os corpos do local onde ocorreu o fato, à muita dificuldade por ser um local de difícil acesso. Os corpos estão sendo retirados do local que fica cerca de 8 km da Vila Taquaruçu do Norte, onde ocorreu o fato, pelos próprios policiais até uma balsa, para assim, serem levados ao encontro das ambulâncias que já esperam para acabar de chegar até a cidade de Colniza, que fica a cerca de 250 km de distância do local.

A região é muito conhecida por ser um local de vários conflitos Agrários, no assentamento vivem cerca de 120 famílias que sobrevivem da agricultura. Até o momento a Polícia não divulgou nenhum nome das vítimas.

Na operação trabalham, Policia Militar, Policia Civil Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica) e Corpo de Bombeiros. O Delegado da Policia Civil de Colniza Édison Ricardo Pick e o Delegado Regional de Juína, José Carlos de Almeida Jr, também acompanha o caso.

Na operação trabalham, Peritos da Politec, Força Tática da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e policiais civis de Juína, sob comando dos delegados Edson Ricardo Pick, de Colniza e José Carlos de Almeida Junior, da Delegacia Regional de Juína que fazem parte do comboio que partiu para a região e agora retornam com os corpos.

Segundo a investigadora Elisângela Nunes, a preocupação dos colegas é com a remoção dos corpos, e por este motivo, nenhum teve a identidade divulgada. “O contato é complicado, existe apenas um orelhão que fica em uma vila, e apenas no final da tarde a equipe confirmou o número de vítimas”.

A informação da chacina chegou para a polícia, na manhã desta quinta-feira (20), não se sabe se o fato ocorreu ainda na manhã desta quinta-feira ou se no dia anterior.

Informações de um parente de uma vítima que teria conseguido fugir do tiroteio e chegado as 04 horas da manhã desta sexta-feira (21), na cidade de Ariquemes, estado de Rondônia, dão conta que foram quatro homens encapuzados que chegaram e efetuaram os disparos que se transformou em uma chacina.

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Mato Grosso (Fetagri-MT) emitiu nota pedindo esclarecimentos quanto a chacina.
IMAGENS FORTES ABAIXO:



Fonte: VOZ DE RONDÔNIA

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Um comentário

  1. Release

    2 de novembro de 2017 at 16:04

    Mato Grosso ganha franquia de agência de intercâmbios remunerados no exterior

    Em tempos de crise seu próximo emprego pode estar em outro país .
    Vontade de conhecer novas culturas e fazer dinheiro fora do País tem levado cada vez mais brasileiros a participar de programas de intercâmbio profissional e estudantil. Na bagagem, a esperança de salários até R$ 10 mil por mês

    Oportunidade de conhecer outras culturas, aprimorar a fluência no idioma estrangeiro, turbinar a carreira e, de quebra, fazer uma boa poupança. Esses são alguns dos ideais de jovens em busca da experiência de viver em outros países. De olho nesse mercado, operadoras de intercâmbio oferecem diversos programas de emprego em destinos como Canadá, China e Emirados Árabes Unidos.
    Salários podem chegar a R$ 10 mil mensais, dependendo da ocupação e do país.

    Segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), 65,8% dos jovens entre 14 e 35 anos querem ter uma experiência fora do Brasil; um dos motivos é a

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *