Rondônia: Em 23 dias homem é preso duas vezes pelo mesmo crime

Escrito por
Atualizado: abril 14, 2018

Preso pela Polícia Militar acusado de comércio de munições, pólvora e outros, não faz nem um mês (21 de março de 2018 – conforme matéria publicada no site PM (http://www.pm.ro.gov.br/index.php/institucional/noticias/outros-destaques2/6408-5-pm-pm-apreende-mais-de-3-mil-municoes-polvora-e-espoleta-em-distrito-da-capital.html), Aparecido Quintino Alves, para surpresa dos policiais militares do 5º Batalhão, estava solto e praticando o mesmo crime, quando foi preso na tarde desta sexta-feira, 13 de abril de 2018, em uma linha no distrito de União Bandeirantes.

A PM informou que recebeu informações sobre o suspeito e quando chegou próximo ao ônibus na linha 101 km 30 (linha que dá acesso do distrito a Porto Velho) que problemas mecânicos estava parado, viu que Aparecido subiu e posteriormente desceu, mas com um pacote e o guardou no maleiro do ônibus. Todos os passageiros estavam desembarcados.

O suspeito, segundo a PM ficou muito nervoso ao avistar a guarnição. Foi feita uma busca pessoal e nada foi encontrado, porém ao proceder na revista em sua bagagem foi encontrada grande quantidade de munições. Após contagem resultou em 30 munições de calibre 380, 50 munições calibre 38, 80 munições calibre 32, 300 espoletas calibres diversos, 25 estojos de metal calibre 36, 60 munições calibre 32, 50 cartuchos calibre 28, 125 cartuchos calibre 36, 25 cartuchos calibre 20, 60 cartuchos calibre 16, 250 munições calibre 22.

Alem desses objetos foram encontrados um cartão de visita com contatos de várias lojas de caça e pesca, telefone e nomes (segundo o conduzido contatos de compra de munição e objetos do mesmo seguimento) e uma nota de orçamento descriminando toda mercadoria comprada e o valor total pago.

O acusado disse aos policiais militares que as munições seriam para revenda. Aparecido Quintino Alves, disse ainda aos policiais militares que foi flagranteado pelo mesmo motivo no dia 21 de março de 2018 ocorrência policial p10341/2018.

Diante da situação foi lido seus direitos constitucionais, dado voz de prisão e apresentado na Divisão de Flagrantes. A PM constou ainda no Boletim que possivelmente e posteriormente a primeira prisão referente a ocorrência p10341, houve homicídio no distrito de União Bandeirantes, por disparo de arma de fogo e que segundo populares foi com munições fornecido por Aparecido. Sobre esta informação a Polícia vai apurar se o fato é verdadeiro.

Foto Guarnição

AUTOR: Jornalista Lenilson Guedes

FONTE: ASSESSORIA PM/RO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.