Polícia Federal deflagra operação e contabiliza nove prisões

Escrito por
Atualizado: setembro 4, 2019

A Polícia Federal, em parceria com a Receita Federal, deflagrou nesta terça-feira (03/09) a Operação Harpia, que investiga os crimes de operação de instituição financeira sem autorização, evasão de divisas, lavagem de capitais e organização criminosa. Até o momento, houve nove prisões confirmadas na Operação, sendo cinco em Santana do Livramento, três em Porto Alegre e dias em Ariquemes.

Cerca de 80 policiais federais e oito servidores da Receita Federal cumprem 16 mandados de busca e apreensão nos municípios de Porto Alegre, Novo Hamburgo e Santana do Livramento, além de Ariquemes, em Rondônia. Também estão sendo cumpridos 11 mandados de prisão.

Durante as investigações iniciadas ainda em 2018, foi apurada a conexão de uma rede de doleiros que atuam em Porto Alegre, Santana do Livramento, Rivera e Ciudad del Este. A investigação identificou que esse grupo mantinha parceria cambial conhecida como “dólar-cabo” para a prática da lavagem de dinheiro de diversas atividades criminosas no Brasil e no Exterior. Eles utilizavam, inclusive, as madeireiras da região norte do país.

A partir das informações coletadas, a Polícia Federal e a Receita Federal buscam identificar a origem e o volume de recursos ilícitos transacionados pelos investigados, que tiveram movimentação financeira de mais de um bilhão de reais entre os anos de 2015 e 2019.
Em se tratando do nome da operação, Harpia é uma das maiores aves de rapina do mundo e que está presente em grande parte do Brasil, principalmente na Amazônia.

FONTE: FOLHA POPULAR

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.