PF cumpre 31 mandados em ação que investiga fundos de pensão

Escrito por
Atualizado: Abril 12, 2018

Investigação aponta os crimes de lavagem de dinheiro, corrupção e evasão de divisas nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal

A PF (Polícia Federal) cumpre 10 mandados de prisão preventiva e 21 de busca e apreensão no Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal na operação Rizoma, iniciada nesta quinta-feira (12).

A ação investiga valores de fundos de pensãoPostalis, dos Correios, e Serpros, do Serpro, enviados para empresas no exterior gerenciadas por um operador financeiro brasileiro. Deflagrada pela PF, pelo MPF (Ministério Público Federal) e pela Receita Federal, a operação mobilizou 140 policiais federais.

A operação investiga os crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas e corrupção. Segundo a PF, os valores dos fundos de pensão enviados para o exterior se referiam a operações comerciais e prestação de serviços inexistentes.

Os recursos eram distribuídos em contas de doleiros no exterior, que disponibilizavam os valores em espécie no Brasil para suposto pagamento de propina.

Entre os alvos da operação está Arthur Pinheiro Machado, apontado como operador e criador da Nova Bolsa e preso em São Paulo, segundo a PF. Além dele, também são alvo o lobista Milton Lyra, citado em operações anteriores como operador de políticos, e Marcelo Sereno, ex-secretário nacional de comunicação do PT.

FONTE: R7, com Agência Brasil e Estadão Conteúdo

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *