Policial

Operação Iara combate à pesca predatória na região de Cacoal e Pimenta Bueno

Nos últimos dias, equipes da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) realizaram operações no interior de Rondônia com o objetivo de inibir a pesca predatória. Em Cacoal e Pimenta Bueno, a ação foi realizada na bacia do rio Machado e no Alagado, no rio Melgaço.

Em todo o estado, a Operação Iara busca combater a pesca predatória em todas as bacias hidrográficas, além de proteger os berçários de peixes.

Na ação realizada na região de Cacoal, diversas pessoas foram abordadas sem carteira de pesca, profissional ou amadora, e diversos “apetrechos” de pesca foram apreendidos, como redes de pesca com medidas inferiores às legais, rolos de espinhel, molinetes e carretilhas, barcos e motores.

A equipe da Sedam também apreendeu um animal silvestres fruto de caça ilegal, bem como a arma utilizada para abater o animal. A operação contou com apoio do Batalhão de Polícia Ambiental e as pessoas em situação irregular foram autuadas.

Ações da Sedam e Polícia Ambiental visam combater a pesca predatória

“Devido ao aumento da pesca predatória, a Sedam tem desenvolvido uma série de ações com o objetivo de conscientizar a população. Além disso, temos abordado a importância e a necessidade da pessoa buscar emitir a sua carteirinha de pesca. É fácil, o procedimento é feito através do portal do Governo Federal”, destacou o gerente regional de Gestão Ambiental, Jonathan Moreno da Silva.

Vale enfatizar a importância da comunidade se manter atenta à legislação dos crimes ambientais e suas especificidades. Tanto a pesca predatória como a caça se configuram crime conforme a lei dos crimes ambientais (Nº 9.605/1998), com previsão de punição com multa e até detenção.

FONTE: SECOM/RO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com