Em áudio professora alertou que marido era violento e temia pela vida

Escrito por
Atualizado: março 19, 2019

Um áudio circulado nas redes sociais aponta para o medo que Joselita vinha sentido horas antes de sua morte

O brutal assassinato da professora Joselita Félix da Silva, de 47 anos de idade, ocorrido neste último final de semana na cidade de Candeias do Jamari, trouxe à tona o grave problema da violência contra a mulher no estado de Rondônia.

Muitas vezes os crimes acontecem após a vítima procurar a Justiça, através da Delegacia da Mulher ou órgãos policiais pertinentes, mostrando uma vulnerabilidade das autoridades em efetivamente resolverem o problema.

Um áudio circulado nas redes sociais aponta para o medo que Joselita vinha sentido horas antes de sua morte, ela afirma que havia falado com policiais sobre a violência que vinha passando com seu ex-marido, porém como não apresentava marcas no corpo, foi informada que deveria procurar a Delegacia da Mulher.

Eu estou pensando seriamente em ficar afastada pela minha segurança, tenho medo, aquele homem é forte, foram preciso quatro policiais para conter ele da última vez”, disse Joselita em um áudio enviado a familiares.

A vítima iria procurar a Delegacia da Mulher nesta segunda (18), porém não teve tempo, acabou se tornando mais um registro de mulher assassinada por ex-companheiro. Mobilizações em protesto à violência contra a mulher estão agendadas em diversos pontos de Porto Velho durante a semana.

FONTE: RONDONIAOVIVO.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.