Criminosos agridem criança com chutes durante roubo a fazenda em Ariquemes

Escrito por
Atualizado: agosto 7, 2017

Vítimas foram amarradas e agredidas durante o roubo. Veículo usado no crime foi encontrado, mas nenhum suspeito foi preso.

 Duas famílias foram feitas reféns durante um roubo em uma fazenda em Ariquemes (RO), no Vale do Jamari. Conforme o boletim de ocorrência, uma criança de 4 anos chegou a ser agredida com chutes pelos ladrões. O crime ocorreu numa propriedade da Linha C-40.

A Polícia Militar (PM) foi avisada na madrugada deste domingo (6), sobre um roubo em uma propriedade rural, onde as vítimas haviam sido feitas reféns.

A caminho do local do crime, os militares encontraram o veículo usado na ação, com as portas abertas e a chave na ignição. Dentro do veículo havia um motor de popa e uma motosserra.

Já na fazenda, as vítimas contaram que quatro homens armados invadiram a casa e fizeram dois casais e uma criança reféns. Segundo o boletim registrado, os ladrões usavam camisetas na cabeça para esconder o rosto.

Os dois homens feitos reféns foram algemados as mulheres foram obrigadas e se deitarem com o rosto no solo. Os suspeitos agrediram uma das vítimas com pontapés dizendo que ela mentia sobre a localização dos objetos na casa.

A criança de 4 anos que também estava na casa foi agredida com chutes pelos criminosos, por estar assustada com a cena do crime.

Os suspeitos ficaram na casa por aproximadamente três horas e deixaram as vítimas amarradas, amordaçadas e trancadas em um dos cômodos. Dois suspeitos fugiram levando a caminhonete de uma das vítimas.

Com a saída dos ladrões, um dos homens que havia sido feito refém conseguiu se soltar e avisar a PM do crime. Até a publicação desta reportagem, nenhum suspeito de praticar o crime foi preso e nenhum dos objetos roubados foi recuperado.

O veículo encontrado foi apresentado na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) de Ariquemes. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Fonte: G1

Comentar

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *