Cachorro dado de presente a Flordelis pelo marido morreu um mês após o crime

Escrito por
Atualizado: agosto 28, 2019

Um dos dois cachorros da casa da deputada Flordelis dos Santos morreu no dia 16 de julho, um mês após o assassinato do pastor Anderson do Carmo. O animal, um golden retriever, foi dado de presente à parlamentar pelo pastor, que era seu marido. O cão foi batizado de Niel, apelido de Anderson.

O cachorro passou mal e chegou a ser levado para o veterinário, mas não resistiu. Ele foi enterrado no quintal da própria casa da família, em Pendotiba, Niterói, onde o pastor foi morto. O animal foi dado por Anderson para Flordelis no Dia das Mães de 2013, durante um culto na igreja fundada por eles. A casa da deputada tem ainda uma cadela, Lelis.

Na ocasião da morte do pastor, familiares de Flordelis suspeitaram que os dois cachorros da casa tinham sido dopados e relataram isso à Polícia Civil. Eles contaram que os dois animais sempre latiam com a chegada de pessoas, mesmo as que morava na casa. No dia do crime, os cachorros não latiram. Amostras de urina e sangue dos cachorros foram colhidas por uma veterinária acionada pela polícia.

O pastor Anderson do Carmo foi morto a tiros na madrugada de 16 de junho, na casa da família, em Pendotiba, Niterói. Dois filhos de Flordelis – Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cézar dos Santos de Souza – estão presos acusados do crime. Flávio, filho biológico apenas da pastora, admitiu ter dado seis tiros em Anderson. Já Lucas, filho adotivo de ambos, é acusado de ter ajudado o irmão a comprar a pistola usada no crime.

FONTE: EXTRA

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.