Semusa realiza mutirão para zerar fila de ultrassom

Escrito por
Atualizado: abril 20, 2017

Cerca de 3.600 pacientes estão na fila de espera, alguns há mais de um ano, desde janeiro de 2016

Com o objetivo de zerar a fila de pacientes que aguardam por exames de ultrassom, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) deflagrou na segunda-feira (17) um mutirão pelo qual se pretende atender 3.600 pacientes em dois meses. A medida foi uma determinação do prefeito dr Hildon Chaves, como forma de sanar pendências deixadas pela gestão anterior.

A equipe da Secretaria Municipal de Saúde fez uma força tarefa com apoio de médicos, técnicos e setores administrativos com objetivo de atender pacientes que estão na fila de espera, alguns há mais de um ano, desde janeiro de 2016. Além do atendimento diário, serão incluídos mais 10 pacientes por médico, que também farão 30 atendimentos extras aos sábados a partir de maio.

A ação está acontecendo em duas unidades: Policlínica dr Rafael Vaz e Silva, situado na Zona Sul e no Serviço de Apoio ao Diagnostico por Imagem (SADI) da Policlínica Hamilton Gondim, na Zona Leste da capital. A Semusa está incluindo ainda na programação a Maternidade Municipal e a Policlínica Ana Adelaide.

A Secretaria pretende acrescentar dois aparelhos de ultrassonografia ao mutirão em mais duas unidades, para que os profissionais da saúde possam atender e regularizar o atendimento da população. “Na medida que a gente atende vão surgindo novas demandas, a intenção é que o paciente fique na fila o menor tempo possível” acrescenta a gerente de Serviços Especializados, Rosicleide Campos.

De acordo com o secretário municipal da Saúde, Alexandre Porto, os mutirões serão estendidos para atender outras demandas que também estão com fila de espera. A Semusa pretende também fazer um mutirão de radiografia em breve.

Texto e fotos Comdecom

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *