Homens encapuzados invadem fazenda, roubam armas e dinheiro e deixam vítimas amarradas em RO

Escrito por
Atualizado: agosto 11, 2017

Vítimas ouviram latidos dos cachorros e ao ir verificarem foram abordados por cinco homens encapuzados. Quadrilha subtraiu armas, joias, objetos e RS R$ 630.

 Cerca de cinco homens encapuzados invadiram uma propriedade rural, nesta quinta-feira (10), na Linha 612, em Jaru (RO), município a 290 quilômetros de Porto Velho. De acordo com a Polícia Militar (PM), os suspeitos subtraíram duas armas de fogo, aparelhos celulares, dinheiro e outros objetos. Antes de fugir, a quadrilha amarrou três vítimas pelos braços e pernas e as trancaram em um cômodo da casa.

Conforme o boletim de ocorrência, os policiais foram solicitados a comparecer na propriedade rural na manhã desta quinta-feira, pois havia ocorrido um roubo na localidade. Na fazenda, o casal e o filho relataram a PM que por volta das 2h, começara a ouvir diversos latidos dos cachorros e em seguida o barulho de uma porta sendo arrombada.

O casal saiu para verificar o ocorrido e foi surpreendido por cinco homens encapuzados, sendo que um deles estava em posse de uma arma de fogo. Eles anunciaram o roubo e renderam o casal.

Durante a ação criminosa, um dos suspeitos permaneceu com a arma na direção das vítimas, enquanto o restante revirava a residência em busca de dinheiro e objetos de valor.

A quadrilha subtraiu duas espingardas, munições de calibre 28, joias, três relógios, três aparelhos celulares, um par de tênis e R$ 630 em espécie.

Antes de fugirem da fazenda, os suspeitos amarraram as vítimas com um fio pelos braços e pernas, os trancaram dentro de um cômodo da residência e os ameaçaram, caso chamassem a polícia.

As vítimas ainda informaram que durante a ação, os suspeitos perguntavam onde estava o dinheiro da venda de uma motoneta que a família negociou recentemente.

A perícia técnica foi solicitada para tentar coletar impressões digitais que possam identificar alguns dos suspeitos e auxiliar nas investigações do roubo. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Jaru, onde o crime está sendo investigado.

Fonte: G1

Comentar

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *