Ministro venezuelano acusa Acnur de mentir sobre migração do país

Escrito por
Atualizado: junho 10, 2019

Chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza acusou o comissariado da ONU para refugiados de aumentar o número de pessoas que deixaram o país

 

O ministro de Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, acusou neste domingo (9) o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) de mentir sobre os números de imigração do país, que a organização estima que tenha ultrapassado os 4 milhões nos últimos 41 meses.

“Depois do fracasso do golpe de Estado, como estratégia contra a Venezuela retomam a matriz migratória que tinha desaparecido da imprensa desde janeiro. A derrota e o desespero os leva a reciclar temas, readequando a obsessiva agressão contra o país”, disse ele no Twitter.

Arreaza afirmou que o Acnur “mente e aumenta os números” com a intenção de obter mais recursos com destino incerto.

O chefe da diplomacia chavista criticou também o fato de o Acnur expressar preocupação com os venezuelanos com imagens feitas do departamento de Guajira, “território abatido pela pobreza extrema e abandonado pelo Estado colombiano, onde morreram milhares de crianças por desnutrição”.

As declarações foram dadas um dia depois de a atriz norte-americana Angelina Jolie, enviada especial do Acnur, parabenizar nessa região, que fica na fronteira com a Venezuela, a resposta humanitária da Colômbia para ajudar os venezuelanos chegam.

Em entrevista coletiva em Guajira, ela pediu ontem que a comunidade internacional auxilie na resolução do problema, que se agrava diariamente.

Na sexta-feira, o Acnur e a Organização Internacional para as Migrações (OIM) divulgaram que mais de 4 milhões de pessoas já saíram da Venezuela. Mais de 1,3 milhão está na Colômbia.

FONTE: EFE

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.