Mundo

EUA investigam agentes em grupo anti-imigração no Facebook

Nas publicações de funcionários supostamente eram feitas brincadeiras racistas sobre imigrantes e piadas de tom sexual sobre congressistas latinas

O titular interino de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Kevin McAleenan, anunciou nesta quarta-feira (3) uma investigação sobre um grupo secreto no Facebook de agentes da Patrulha Fronteiriça no qual supostamente eram feitas brincadeiras racistas sobre imigrantes e piadas de tom sexual sobre congressistas latinas.

“Ordenei uma investigação imediata, e o chefe da CBP (Patrulha Fronteiriça) deixou claro, qualquer empregado que for descoberto por comprometer a confiança do público na nossa missão de aplicar a lei prestará contas. Não representam os homens e mulheres da Patrulha Fronteiriça e o DHS (Departamento de Segurança Nacional)”, escreveu McAleenan no Twitter.

O site de jornalismo investigativo ProPublica revelou nesta semana que supostos agentes da CBP utilizaram um grupo privado no Facebook para brincar sobre a morte de imigrantes e zombar de congressistas latinas.

Em uma troca de mensagens, os membros se referiram em tom de piada a um imigrante de 16 anos que morreu em maio quando estava sob a custódia das autoridades federais em Weslaco, no Texas.

O ProPublica também mostrou imagens de várias capturas de tela nas quais os supostos agentes se referiam à recente visita das congressistas Alexandria Ocasio-Cortez e Veronica Escobar a um centro de detenções no Texas.

Uma das mensagens falava em lançar comidas mexicanas nas legisladoras e continha grosserias e palavras ofensivas.

Além disso, o site de jornalismo alertou sobre uma montagem supostamente publicada no grupo secreto do Facebook na qual se vê o presidente Donald Trump com a cabeça de Ocasio-Cortez em sua virilha.

Em seus tweets, McAleenan fez referência a essas informações que “chamaram a atenção sobre atividades perturbadoras e indesculpáveis nas redes sociais que supostamente incluem o pessoal da Patrulha Fronteiriça em atividade”.

“Estas declarações são completamente inaceitáveis, especialmente se forem feitas por aqueles que juraram defender a missão do DHS, nossos valores e padrões de conduta”, concluiu McAleenan.

O Sindicato da Patrulha Fronteiriça emitiu na segunda-feira um comunicado no qual condenava energicamente os supostos comentários: “Os representantes do sindicato falaram com agentes sobre a necessidade de ser profissional nas redes sociais e que publicar material inadequado e inaceitável causa um grande prejuízo para a reputação da Patrulha Fronteiriça”, advertiu.

 

FONTE: EFE

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
google.com, pub-7782545053471182, RESELLER, f08c47fec0942fa0 #adxnobeta google.com, pub-6305837203541982, RESELLER, f08c47fec0942fa0 #adsensenobeta advertising.com, 27019, RESELLER #VerizonVideonobeta adtech.com, 11471, RESELLER #VerizonDisplaynobeta rubiconproject.com, 20572, DIRECT, 0bfd66d529a55807 #rubiconnobeta rtbhouse.com, TDT9X1pgz7VI2ogjzQLQ, RESELLER #RTBHousenobeta criteo.com, 167147, DIRECT #Criteonobeta vdopia.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #video nobeta chocolateplatform.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #video nobeta vdopia.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #banner nobeta chocolateplatform.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #banner nobeta appnexus.com, 3153, RESELLER, f5ab79cb980f11d1 #nobeta152media appnexus.com, 10478, RESELLER, f5ab79cb980f11d1 #nobetaFI

BAIXE NOSSO APLICATIVO

TEMPO REAL

EM LINHAS GERAIS

TEIA DIGITAL

RESENHA POLÍTICA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PARCEIROS

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com