Mundo

Após protestos, governo suspende telefonia e internet na Índia

País teve o serviços de transporte por trilhos para a capital afetados após a aplicação da Seção 144, que proíbe a reunião de pessoas em uma área

O serviço de telefonia e internet foi suspenso em algumas zonas de Nova Delhi, capital da Índia, após protestos tomarem o país, nesta quinta-feira (19). A informação foi confirmada pelas companhias Airtel e Vodafone Idea, e também jornais locais.

O país vem enfrentando uma escalada de protestos após o governo aprovar uma lei apelidada de ‘Lei da Cidadania’, que protege imigrantes de minorias religiosas, mas exclui muçulmano. Para a comunidade islâmica, a medida poderia alimentar o ódio contra os muçulmanos.

Os serviços de ligações, mensagens e internet foram interrompidos a pedido do governo do país, e só poderão voltar a funcionar normalmente após uma ordem para sua liberação por parte das autoridades.

Além do bloqueio das comunicações, o governo aplicou também a Seção 144, um dispositivo do Código de Processo Penal que proíbe a reunião de mais de quatro pessoas em um local. Segundo o jornal The Wire, a medida visava frustrar os protestos marcados pelas redes sociais.

A norma afetou também as entradas da capital, conforme noticiou o jornal The Times of India. Segundo o veículo, as rodovias de acesso entre Gurugram e Nova Delhi estão fechadas e a polícia de Gurugram aconselhou os cidadãos a evitar a viagem.

Já o jornal The Indian Express destacou a prisão historiador Ramachandra Guha, com outras 100 pessoas durante um protesto em frente a prefeitura de Bengaluru. As manifestações foram registradas em ao menos outras nove regiões do país, além da capital.

 

FONTE: R7.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com