Interior

SÃO FELIPE DO OESTE: Aplicativo de mensagens auxilia na consultoria entre técnicos e produtores rurais

Ao lado dos pais Altamiro e Marina, da esposa Rozimara e na companhia dos filhos Amabily e Luan, o produtor rural Heldes Santos mostra a lavoura de café cultivada pela família

O novo coronavírus não foi suficiente para interromper o importante serviço prestado pela  Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado (Emater) aos produtores rurais de Rondônia. Mesmo com o isolamento social, as consultorias prosseguiram com o auxílio do aplicativo de mensagens.

De acordo com o gerente regional da Emater em Pimenta Bueno, Samuel Guedes Borges, muitos produtores rurais usam a tecnologia para manter saudável a produção rural. “Através do whatspapp, os produtores rurais têm entrado em contato com os técnicos da Emater, enviam fotos e videos das lavouras e, quando há algum problema ou doença, os técnicos fazem a identificação e recomendam a solução a ser aplicada. Tem funcionado muito bem e os produtores se mostram satisfeitos com a dedicação e a atenção dispensada pelos servidores da Emater”, destaca.

A Regional Rio Machado tem usufruído bastante do aplicativo de mensagens para estabelecer um canal direto de comunicação com os produtores rurais da região. Apenas no escritório local da Emater no município de São Felipe D’Oeste, por exemplo, já foram prestados mais de 50 atendimentos neste mês de abril.

Durante o isolamento social, é através de mensagens que o engenheiro agrônomo e gerente local da Emater em São Felipe presta apoio aos produtores rurais da região

Heldes Santos foi um dos produtores rurais que recorreu à tecnologia quando precisou. Assim que uma doença começou a atacar sua lavoura de café, foi através do aplicativo de mensagens que ele consultou o engenheiro agrônomo e gerente local da Emater em São Felipe, Daniel Carlos Monteiro.

“Se eu não tivesse o contato do Daniel eu não sei de que forma ia resolver o meu problema. Ele me pediu umas fotos, falei o que tava acontecendo e ele me orientou de que era cercosporiose. Com o diagnóstico, Daniel pediu quais remédios eu tinha aqui em casa e para a minha sorte eu tinha o remédio certo. Ele passou as orientações, usei o remédio na lavoura e agora está tudo beleza, meu café está sadio. Então aplicativo foi uma ferramenta muito importante pra mim e eu só tenho que agradecer o Daniel, que me atendeu muito bem, tirou todas as minhas dúvidas, me orientou e hoje está tudo ok, estou muito satisfeito”, relata o produtor rural que,junto com a esposa e os pais, mantém uma lavoura de café com 18 mil pés plantados em São Felipe.

Para o engenheiro agrônomo Daniel Monteiro, a nova experiência tem sido um aprendizado. “Estamos em um momento em que todos precisam buscar alternativas para cumprir com o seu trabalho e a sua obrigação. Estamos respeitando a quarentena e a orientação para o isolamento social e, por isso, nos colocamos à disposição dos produtores através do whatsapp, um canal muito popular e que tem sido muito utilizada”

Quanto ao contato com o produtor rural, ele ressalta: “Os produtores tem nos procurado e temos atendido todos. Desde o diagnóstico, o tratamento para pragas e doenças que atacam as lavouras e também em relação à documentação, regularização de pendências, auxílio e orientação para as associações, no caso da elaboração de projetos, e diversos outros serviços. Temos tentado ajudar da melhor forma possível”, garantiu Daniel Carlos Monteiro de Souza.

FONTE:  SECOM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com