Interior

JI-PARANÁ: Mais de duas mil máscaras são produzidas e distribuídas por projeto de extensão do Campus IFRO

Projeto está sendo desenvolvido pela unidade, em parceria com a Sociedade de Mulheres da 4ª Igreja Presbiteriana do Brasil e com a Secretaria do Meio Ambiente do Município

 

O projeto “Entre linhas, tesouras e máscaras, costurando solidariedade”, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Ji-Paraná, já realizou a confecção e a entrega de 2.051 máscaras. O projeto está sendo desenvolvido pela unidade, em parceria com a Sociedade de Mulheres da 4ª Igreja Presbiteriana do Brasil e com a Secretaria do Meio Ambiente do Município.

O projeto, que conta com duas bolsistas, tem como objetivo a confecção e a distribuição de máscaras de tecido caseiras para comunidades não representadas pelos profissionais de saúde. Nesse projeto o foco são os catadores de lixo de uma cooperativa da cidade, os garis e outros grupos apontados pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em parceria com as demais secretarias do município de Ji-Paraná. Dessa forma, os coordenadores da ação pretendem fortalecer a extensão do IFRO, por meio de parcerias, a fim de minimizar os efeitos da pandemia na região.

De acordo com a Coordenadora do Projeto, Professora Alice Cristina Souza Lacerda Melo de Souza, o projeto objetiva fornecer à sociedade soluções em saúde pública de baixo custo. As máscaras produzidas foram distribuídas para a colônia de pescadores, agentes de reciclagem do município, funcionários do viveiro municipal, em parceria com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Moradores de rua, através do projeto “Banho e Entrega solidária”, também receberam os protetores. Além disso, por meio dos kits do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), entregues no campus aos discentes da unidade e aos indígenas (em parceria com um coletivo e Casa de Saúde Indígena/CASAI), foram distribuídas máscaras para funcionários da Escola JK e para moradores do Bairro Bosque dos Ypes.

Para a costureira da Sociedade Auxiliadora Feminina (SAF), parceira no projeto, Alciléia Batista, ao receber o convite para ajudar na produção de máscaras “[…] senti a necessidade de ajudar, doando mão de obra, pois essa é a forma que eu pude colaborar. Para mim é muito gratificante ajudar o próximo”, falou a colaboradora externa.

No dia 21 de agosto, foram enviadas 60 máscaras a indígenas. A Professora Luciana Castro de Paula, da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), que intermediou a doação, comentou que a campanha de máscaras para indígenas continua ativa e respondendo demandas das populações originárias em vulnerabilidade no estado de Rondônia e região. “Dessa vez a Articulação de Suporte ao Enfrentamento à covid-19, em parceria com o IFRO, através do projeto de extensão ‘Entre linhas, tesouras e máscaras, costurando solidariedade’,  colaborou com a comunidade indígena do povo Aikanã, no sul do estado de Rondônia, para a prevenção contra o coronavírus. A comunidade passa por um momento crítico em que diversas pessoas estão doentes, além do triste registro de óbito de uma anciã do povo. Foi enviado um total de 304 máscaras de tecido, sendo 50 máscaras repassadas pela Professora Alice e 254 máscaras advindas da Articulação de Suporte ao Enfrentamento à covid-19. Mais uma vez, agradecemos a parceria que muito engrandece o nosso trabalho”, explicou a docente.

FONTE: ASSESSORIA IFRO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com