Antonio Palocci fica calado na CPI do BNDES na Câmara

Escrito por
Atualizado: maio 29, 2019

O ex-ministro alegou que a PGR havia recomendado silêncio para não atrapalhar acordo de delação

O ex-ministro alegou aos deputados que a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, havia recomendado que ele não falasse para não comprometer o acordo de delação premiada. Ele foi à Casa sob forte esquema de segurança, com uso até mesmo de papel pardo para bloquear a visibilidade do local.

FONTE: CBN

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.