Geral

Senado elabora atos para proteger do coronavírus senadores e servidores do grupo de risco

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), elaborou dois atos relacionados à prevenção e à contenção do coronavírus na Casa, que deverão ser publicados nesta segunda-feira (16), segundo informado ao blog.

O primeiro deles afirma que serão consideradas justificadas as ausências de senadores com mais de 65 anos às reuniões de sessões plenárias ou de comissões.

O mesmo vale para parlamentares “gestantes, imunodeprimidos ou portadores de doenças crônicas que compõem risco de aumento de mortalidade por COVID-19”.

A normativa do presidente do Senado também afirmará que, “enquanto perdurarem as medidas de contenção da COVID-19, somente serão realizadas reuniões de comissões e sessões plenárias deliberativas”.

O segundo ato diz respeito aos servidores e colaboradores do Senado com mais de 65 anos, portadores de doenças crônicas, ou com imunidade baixa. Eles passam a ser colocados em regime de teletrabalho.

Assessores preocupados

Mesmo com a decisão que busca evitar o contato de servidores e senadores – que estão no grupo de risco – com o novo coronavírus, assessores parlamentares graduados mostraram muita preocupação em grupos de mensagens internos da Casa.

A maior preocupação deles é com reunião do Congresso, prevista para acontecer nesta semana, e que ainda não foi cancelada.

Segundo alguns servidores, não adianta criticar a ida do presidente Jair Bolsonaro a atos e aglomerações e não cancelar a agenda legislativa, que reúne também diversas pessoas, entre parlamentares e assessores.

FONTE: Blog do Matheus Leitão / G1

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com