Queiroz se diz `revoltado´ com repercussão de vídeo em que aparece dançando em hospital

Escrito por
Atualizado: janeiro 12, 2019
Segundo o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, gravação se trata de “cinco segundos que quis dar de alegria” antes de se submeter a cirurgia

Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), disse estar “revoltado” com a repercussão do vídeo no qual ele aparece dançando com a família no hospital. Em novo vídeo, divulgado na tarde deste sábado (12/1), ele comenta o caso.

“Estou revoltado com o vídeo que circula na internet, onde apareço comemorando juntamente com minha família dentro do hospital o réveillon. Foram cinco segundos que quis dar de alegria a uma tristeza que se tomava conta dentro da enfermaria em que me encontrava”, afirmou.

Mais cedo, a defesa e Queiroz divulgou nota oficial afirmando que o vídeo em que o ex-assessor aparece dançando com a família no hospital foi feito “no raro momento de descontração da visita deles no Albert Einstein”, “pois ele passaria por uma grave cirurgia nas horas seguintes, inclusive com risco de morte”. O procedimento é para retirar um tumor no intestino.

Segundo o advogado de Queiroz, Paulo Klein, é importante registrar que o referido vídeo teria sido feito no dia 31 de dezembro à meia-noite. “Foi feito dentro do contexto humanamente compreensível, pois trata-se de uma data comemorada universalmente”, disse.

As imagens viralizaram neste sábado (12). Na gravação, o ex-assessor – que, segundo o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), fez movimentações bancárias atípicas – aparece dançando, em meio a gargalhadas, quando a filha diz: “Agora é vídeo, pai! Pega teu amigo, pega teu amigo!”. Ele rodopia em seguida, fazendo um sinal de positivo com as mãos.

FONTE: ESTADÃO CONTEÚDO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.