Prefeito no Olho do furacão: Câmara de Candeias cria comissão processante para investigar o Prefeito Ilegítimo Luiz Ikenohuchi

Escrito por
Atualizado: março 6, 2018

O Poder legislativo de Candeias acordou e resolveu dar uma clara demonstração de descontentamento com a administração sonolenta e incompetente do prefeito ilegítimo do Candeias Luiz Ikenohuchi e por 6 votos favorável e três votos contra resolveu criar uma comissão processante para averiguar duas denúncias protocoladas na câmara municipal por um cidadão do município.

Segundo um vereador ouvido pela reportagem da Folha Rondoniense, as duas denuncias são por infração politico administração que são atrasar o ano letivo no município sem explicação plausível e a outra se refere a falsificação de documento público de interesse da municipalidade.

Segundo um técnico da câmara municipal ouvido pela Folha Rondoniense, não é uma CPI (Comissão Parlamentar  de Inquérito) é apenas uma comissão processante, que após constituída e instalada vai averiguar todas as denúncias encaminhadas a Câmara Municipal, com direito ao contraditório do Prefeito, busca de informações, averiguações, depois sendo emitido um  parecer e votado em plenário, após a votação dependendo do resultado ai sim será criado uma CPI com poderes para emitir um parecer, solicitando a cassação do mandato do Prefeito Luiz Ikenohuchi, que precisará ser votada em plenário.

O que mais esta irritando a maioria dos vereadores é a pasmaceira em que se encontra a administração de Candeias nesses meses em que o prefeito ilegítimo do candeias Luiz assumiu após o assassinato do verdadeiro prefeito do coração dos candeienses Chico Pernambuco.

Segundo um vereador ouvido pela Folha Rondoniense, o município parou no tempo, estagnou, nada anda, a omissão do prefeito é gritante no que se refere ao enfrentamento dos grandes problemas do município, não tem projetos, não tem atitude, é tudo uma pasmaceira total

Na sessão de ontem, verificou a presença de vários assessores e cargos comissionados da administração municipal que foram a sessão simplesmente para tumultuar e atacar os vereadores, tudo sob a coordenação da secretaria Municipal de Educação  Senhora Francicleia.

Da Redação Folha

 

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.