Jesuíno Boabaid mostra indignação com a exposição do MAM, em São Paulo

Escrito por
Atualizado: outubro 3, 2017

O parlamentar usou da tribuna para repudiar o ocorrido no Museu de Artes Modernas

O deputado Jesuíno Boabaid (PMN) registrou, em sessão na tarde desta terça-feira (3), sua indignação quanto ao ocorrido no Museu de Artes Modernas de São Paulo, onde houve uma exposição artística interativa de nudez em que uma criança de 4 anos compareceu com a mãe e participou.

O parlamentar mostrou, no telão do plenário, a foto de um dos vídeos que circularam na internet, onde uma menina, juntamente com sua mãe, participa do trabalho. “Quando tive ciência disso eu pensava que era uma situação inventada, algo que não ocorreu no país, mas era sim verdade”, afirmou.

Jesuíno defendeu que, mesmo com os pais, as crianças não deveriam ter acesso a esse tipo de exposição. “Um absurdo envolvendo esse que se diz artista e um monte de palhaço e criminoso assistindo crianças de cinco a sete anos tocar em um homem nu”.

Boabaid afirmou que no dia do ocorrido fez uma declaração, em uma matéria, onde ele diz que “se tiver uma pouca vergonha dessas no Estado e quiserem colocar uma criança para tocar em um homem nu eu faço questão de prender todo mundo” e reafirmou sua declaração no palanque.

Além da indignação sobre a exposição, ele demonstrou insatisfação com o governo federal, que bancou pela realização do trabalho de arte. “Quase um milhão de reais para uma pouca vergonha dessas”.

Por fim, ele falou sobre o discurso do General Mourão. “Quando não conseguirmos mais controlar quem vem tomar contar? O Exército. Ele ainda defende nossa soberania e tem o papel de, quando houver o não controle, quem vai tomar conta serão os militares”.

Apartes

O deputado Luizinho Goebel (PV) parabenizou Jesuíno por apontar o ocorrido no MAM/SP. “Uma cena vergonhosa. Como é que alguém leva o filho para assistir algo assim. Ao indicar uma sessão dessas uma pessoa com uma atitude (como a da mãe) deveria ser presa”.

O deputado Anderson do Singeperon (PV) disse que o ocorrido foi um insulto a sociedade. “Todos ali deveriam ser identificados pelo Ministério Público e ser presos”, afirmou.

Adelino Follador (DEM) também parabenizou Jesuíno e afirmou que “essa Lei Rouanet já deveria ter sido revista (…) pagando tanta porcaria”.

Fonte: DECOM . ALE

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *