Geral

Governo zera tarifa de importação de milho e soja para conter preços

Isenção para soja valerá 15 de janeiro e para milho até 31 de março. Objetivo é promover um ajuste entre a oferta e a demanda até a colheita

Numa tentativa de conter a alta de preços no setor de alimentos, o Gecex (Comitê-Executivo de Gestão), da Camex (Câmara de Comércio Exterior), decidiu zerar a alíquota do imposto de importação para soja e milho.

No caso de soja, a redução temporária será válida até 15 de janeiro de 2021 o grão, farelo e óleo de soja.

Quanto ao milho, a isenção valerá até 31 de março de 2021.

A decisão foi tomada na sexta-feira (16), durante a 175ª Reunião Extraordinária do Gecex, por propostas dos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, no que tange à soja, e da Economia, no que se refere ao milho.

Os prazos de isenção foram estabelecidos para não comprometer a comercialização da próxima safra, que tem a colheita prevista para início do próximo ano, segundo o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

O aumento pela demanda mundial de alimentos, ocasionado pela ocorrência da pandemia da covid-19, gerou reflexos semelhantes, mas com motivações diferenciadas, nos mercados relativos a essas duas commodities.

No caso do milho, houve um aumento no consumo interno para abastecer a produção de proteína animal, que registrou crescimento nas exportações.

Movimento que já vem sendo registrado nas últimas duas décadas, a uma taxa de 14,3% ao ano.

FONTE: R7.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com