CPI do BNDES ouve ex-diretor da Odebrecht que teria acumulado cerca de R$ 150 milhões fora do País

Escrito por
Atualizado: julho 3, 2019

A comissão também ouvirá o presidente do Grupo Odebrecht, Emílio Alves Odebrecht, em reunião reservada

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES ouve na tarde desta quarta-feira, 3, o ex-diretor da Odebrecht Maurício Ferro. “A construtora Odebrecht concentrou quase que integralmente os empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para obras de infraestrutura feitas por empreiteiras brasileiras fora do País”, afirma o deputado Sanderson (PSL-RS).

Sanderson pediu para ouvir Maurício Ferro depois que a revista Veja divulgou que ele teria acumulado cerca de R$ 150 milhões fora do País, segundo investigações internas da própria Odebrecht.

A CPI investiga supostas irregularidades cometidas pelo BNDES no período de janeiro de 2003 a 2015.

A pedido da vice-presidente da CPI, deputada Paula Belmonte (Cidadania-DF), a comissão também ouvirá o presidente do Grupo Odebrecht, Emílio Alves Odebrecht. O empresário, no entanto, será ouvido em reunião reservada. Neste caso, apenas os parlamentares têm acesso ao plenário.

 

FONTE: DIÁRIO DO PODER

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.