Carro de suspeito de assassinar ator e família é localizado

Escrito por
Atualizado: junho 12, 2019

Paulo Cupertino Matias está foragido desde as mortes de Rafael Miguel e seus pais, ocorridas no último domingo

A polícia localizou, nesta terça-feira 11, o carro usado por Paulo Cupertino Matias, de 48 anos, para fugir do local de onde é acusado de ter assassinado o ator Rafael Henrique Miguel, conhecido pela sua atuação na novela Chiquititas, e os pais dele no domingo, 9. O veículo foi encontrado na Avenida Batista Maciel, no Jardim Pedreira, próxima à Estrada do Alvarenga, na zona sul de São Paulo, onde o crime foi cometido. Matias segue sendo procurado pelos agentes.

De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública, o carro foi levado para o 98.º DP (Jardim Miriam). “Testemunhas foram ouvidas e o delegado solicitou as imagens das câmeras de monitoramento do local dos fatos para análise. Todas as informações sobre o paradeiro do autor do crime estão sendo apuradas e diligências estão em andamento para localizá-lo”, acrescentou a pasta.

Os assassinatos aconteceram na tarde de domingo, 9. Segundo o registro de boletim de ocorrência, Rafael chegou à casa da namorada acompanhado pelos pais João Alcisio Miguel, de 52, e Miriam Selma Miguel, de 50. Segundo parentes, eles haviam marcado uma conversa com a família de Isabela para falar sobre o relacionamento.

Quando Rafael e os pais ainda estavam do lado de fora do portão, Matias os teria surpreendido e, sem dizer nada, matado os três a tiros, segundo o boletim de ocorrência. Na ocasião, Isabela e a mãe – as únicas presentes na cena do crime – teriam passado mal, por isso não foram ouvidas para elaboração do documento. Elas prestaram depoimento na segunda-feira, 10, no 98.º Distrito Policial (Jardim Miriam), delegacia responsável pela investigação.

O advogado de Isabela, Eliton Lima dos Santos, afirma, entretanto, que nenhuma conversa estava marcada entre as famílias. “A Isabela saiu de casa por volta do meio-dia, porque estava chateada”, disse. “Ela um marcou encontro com Rafael em uma praça, próximo da casa dela.”

Segundo Santos, a mãe de Isabela começou a ligar para o celular dela, mas a garota não atendeu. O pai dela também passou a procurá-la. Descrito como “rude” e “possessivo”, ele não aceitava o namoro da filha com o ator, segundo familiares.

A mãe de Isabela teria passado, então, a ligar para Rafael, mas o ator havia deixado o celular em casa, diz o advogado. “A Miriam (mãe do Rafael) viu a chamada e ligou para Isabela, que atendeu”, relatou. “Então o pai do Rafael foi buscar os dois na praça. Isabela não queria voltar para casa dela, mas eles acabaram decidindo que isso seria o melhor para ela.”

Antes de entrar em casa, Isabela teria verificado que o carro do pai não estava estacionado no local. Quando Miriam bateu no portão, no entanto, foi Matias quem atendeu, afirma o advogado.

“A Miriam perguntou: ‘Você é o pai da Isabela?”. Ele respondeu: ‘Não, sou a mãe’. E já pegou Isabela e mandou ela entrar”, disse Santos. “A Miriam ainda perguntou se eles poderiam conversar, mas ele disse que não. De repente, Isabela só ouviu os gritos e os tiros.”

Ainda segundo Santos, o pai desaprovava o namoro mas não teria chegado a agredir fisicamente Isabela por isso anteriormente. “Ele descobriu em meados de novembro, quando pegou o celular dela e viu as mensagens”, afirmou. “E não concordou com o namoro. Ele mantinha ela mais presa e chegou a tomar o celular.”

(Com Estadão Conteúdo)

FONTE: VEJA.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.