64% dos brasileiros defendem que a posse de arma deve ser proibida

Escrito por
Atualizado: abril 15, 2019

Pesquisa DataFolha divulgada nesta quinta-feira (11) pelo jornal “Folha de S.Paulo” mostra que os brasileiros não apoiam a posse de arma e que agentes de segurança atirem em suspeitos para se defender, duas das propostas do governo federal para a segurança pública. Os dois pontos abordados e reprovados pelos entrevistados fazem parte do pacote anticrime entregue pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

A posse de arma é uma das principais causas defendidas pelo presidente Bolsonaro, mas, segundo o levantamento, a maioria da população não apoia a medida. Para 64%, a posse de arma deve ser proibida. 72% consideram que a sociedade não fica mais segura com pessoas armadas para se proteger.

51% das pessoas que responderam à pesquisa afirmaram ter mais medo do que confiança na polícia. 47% afirmaram ter mais confiança do que medo. De acordo com o Datafolha, 81% dos entrevistados disseram que a polícia não pode ter liberdade para atirar em suspeitos sob risco de atingir inocentes, 17% apoiam e 1% não sabe ou não opinou. Na opinião de 79%, policiais que matam devem ser investigados. 19% discordam dessa decisão e 1% não sabe.

Em sua conta no Twiiter, o ministro Sérgio Moro criticou a pesquisa. Segundo ele, “a pesquisa mal feita apenas reforça a necessidade de continuar explicando o projeto de lei anticrime”.

FONTE: FOLHA.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.