Esporte

Torrent desembarca e já segue para o CT do Fla para o 1º coletivo

Treinador chegou no início da manhã ao Galeão e segue para o Ninho do Urubu, onde dará coletiva e já comandará primeiro treinamento. Braz diz: “Opção foi pelo histórico”

Está dada a largada para a era Domènec Torrent no Flamengo. O espanhol desembarcou no Rio de Janeiro no início da manhã e já dará treinamento nesta segunda-feira. O avião pousou por volta das 5h40, como previsto, e cerca de 30 torcedores aguardavam o sucessor de Jorge Jesus no local. Acompanhado dos dirigentes Marcos Braz e Bruno Spindel, e de seus três auxiliares, o novo treinador segue para o Ninho do Urubu para conhecer as instalações, dar entrevista coletiva (às 12h30) e ter o primeiro contato com o elenco.

Ao chegar, Dome, como gosta de ser chamado, afirmou:

– Acho que já posso falar portugês perfeitamente. No Flamengo, a gente tem que ganhar, ganhar e ganhar. Porque o Flamengo é um dos grandes clubes do mundo. Então, acho que estamos preparados, prontos para tentar ganhar títulos e jogar bonito. Estou muito feliz por fazer parte desse grande clube, dessa grande nação. Acho que estou pronto para tentar ganhar títulos com essa grande torcida.

O espanhol afirmou ainda que pretende “respeitar” o trabalho do seu antecessor:

– O mais importante agora é respeitar o trabalho do Jorge Jesus porque é um time ganhador. E aí, pouco a pouco, vou mudar um pouco as coisas. Mas a intenção é ficar no Brasil muitos anos. Quando estou feliz no clube, e o clube está feliz comigo, quero ficar quatro, cinco anos… Quero poder dizer que ganhamos e que o clube está muito feliz comigo.

Sobre o nome, ele brincou:

– É muito mais fácil (me chamar) de Dome (risos). Para os jogadores, para a torcida, para os dirigentes. É mais fácil para todo mundo.

O vice-presidente de futebol, Marcos Braz, foi o primeiro a falar no desembarque. Explicou porque o nome do espanhol foi o escolhido após vários outros terem sido analisados e disse que a viagem foi tranquila.

– Foi tudo tranquilo, viagem boa, um pouco cansado, todo mundo, mas o objetivo foi alcançado e vamos esperar que tudo corra bem nessa nova fase. A opção foi pelo histórico dele em relação ao trabalho que fez em um grupo do Guardiola que participou, passou por esses últimos 10 anos entre os 10 maiores clubes do mundo, então acho que todo esse contexto. Sensibilidade é a palavra. Se vai dar certo ou não é outra situação – disse Braz.

Sobre a personalidade do novo treinador, apesar da ainda breve convivência, Braz afirmou:

– É uma pessoa calma, tranquila, não é muito de se estourar. Acho, não, tenho certeza que é o que a gente está precisando. Vamos torcer que dê tudo certo – disse o dirigente à Fla TV.

Dome, como habitualmente é chamado por seus atletas, pisa no Brasil exatamente duas semanas após a partida de Jorge Jesus para Portugal. Curiosamente, o voo que trouxe os espanhóis partiu de Lisboa, onde mora o Mister. O Flamengo será o segundo trabalho de Torrent como treinador após mais de uma década como auxiliar de Pep Guardiola.

Cerca de 30 torcedores foram ao Galeão esperar a chegada do novo técnico — Foto: Fred Huber

O novo comandante rubro-negro estava livre no mercado desde o fim de 2019, quando deixou o New York City, na Major League Soccecr. Domènec Torrent chega ao Flamengo acompanhado de Jordi Guerrón, auxiliar técnico, Jordi Gris, analista de desempenho e do preparador físico Julián Jimenez. Saíram sete portugueses, chegaram quatro espanhóis.

Domènec Torrent já fez contatos com membros da comissão técnica brasileira para ficar ciente dos trabalhos realizados nos últimos dez dias por Maurício Souza. O técnico do sub-20, inclusive, está de sobreaviso para qualquer necessidade de participação no processo de transição. Debate-se até mesmo a manutenção entre os profissionais.

– Quando se quer, chega perto, pergunta, sempre se aprende. Tenho certeza que alguns profissionais do Flamengo aprenderam com o Jesus, tenho certeza que vão aprender agora também, mesmo se fosse um brasileiro – comentou Braz no desembarque.

Marcos Braz e Domènec Torrent, Flamengo — Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

O diretor executivo do futebol, Bruno Spindel, explicou que a principal preocupação foi em manter a filosofia ofensiva.

– O objetivo é sempre continuar ganhando títulos e buscado vitórias. O principal ponto foi manter a filosofia de um futebol ofensivo e agressivo. Temos total confiança no Dome pela história, pelas ideias dele e por tudo que ele já fez na carreira. Também temos total confiança no grupo, que é vencedor, que conquistou títulos. Vamos continuar nesse caminho de vitórias e títulos. O futebol ofensivo e agressivo está no DNA do clube, dos atletas e do Dome.

Spindel falou também sobre a projeção internacional do clube com a chegada de mais um treinador europeu:

– Acho que o nosso futebol acaba indo para o mundo inteiro, o Flamengo tem sido falado nas páginas esportivas de toda a Europa, do mundo inteiro. O que vai fazer isso continuar acontecendo são os títulos, vamos lutar por todos eles. Tenho certeza que o Dome está preparado, ele é uma pessoa muito tranquila. Na própria entrevista ele falou como pensa em traçar o caminho dele e somar com o grupo do Flamengo pouco a pouco.

O Flamengo já deu entrada na documentação e aguarda a regularização de Torrent no BID para que esteja no banco de reservas já na estreia no Brasileiro. Domingo, o clube inicia a defesa do título da competição contra o Atlético-MG, às 16h (de Brasília), no Maracanã.

FONTE: GLOBOESPORTE.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com