Título do Athletico-PR é passaporte de entrada para clube dos gigantes

Escrito por
Atualizado: setembro 19, 2019

Gestões eficientes, excelência fora de campo e arena modelo geram resultados invejados por medalhões da tradição do futebol brasileiro

O título da Copa do Brasil de 2019, conquistado pelo Athletico-PR na noite dessa quarta-feira (18), com uma heroica vitória de 2 a 1 sobre o Internacional, em pleno Beira-Rio, com uma jogada de gênio de Marcelo Cirino no segundo gol, após a vitória por 1 a 0 no jogo de ida, na Arena da Baixada, em Curitiba, carimba o passaporte de entrada do rubro-negro paranaense no grupo dos grandes do futebol brasileiro.

Uma credencial merecida, sobretudo pelo que o clube, criado em 26 de março de 1924, a partir da fusão do International Foot-Ball Club com o América Futebol Clube, realizou nos planos nacional e internacional a partir da segunda metade da década de 1990.

Para dor de cotovelo de amantes e cartolas dos arquirrivais Coritiba e Paraná Clube, o Athletico-PR é o único clube do futebol daquele estado com títulos internacionais de futebol no currículo.

Em 2018, foi campeão da Copa Sul-Americana. A conquista permitiu ao clube disputar e atropelar, no último dia 7 de agosto, os japoneses do Shonan Bellmare, por 4 a 0, em Hiratsuka, no Japão, na conquista da Levain Cup (antiga Copa Suruga), disputa que envolve os campeões da Sul-Americana e da Liga Japonesa. O Athletico foi ainda o primeiro clube de seu estado a chegar a uma final de Libertadores, em 2005.

No mesmo período, no País, conquistou o Campeonato Brasileiro da Série B (1995), o Torneio Seletivo para a Libertadores (1999) e o Brasileirão da Série A de 2001. No Paraná, são 25 títulos estaduais, nove deles conquistados a partir de 1998. Feitos nacionais e internacionais que podem ser perfeitamente vistos com inveja, no período, por gigantes da tradição brasileira nos gramados.

Não apenas por conquistas em campo, mas também pelo êxito indiscutível nas sucessivas gestões do clube, que legaram, nestas duas décadas e meia, uma rotina de compromisso com a honra de dívidas e folhas de pagamento, revelação de vários jogadores talentosos, um centro de treinamento digno de elogios e uma das melhores arenas multiuso das Américas.

Uma realidade administrativa radicalmente distinta, por exemplo, do desequilíbrio ao estilo montanha russa vivido no mesmo período, por exemplo, pelo xará Atlético-MG, Vasco, Botafogo, Fluminense e mesmo o hoje poderoso Flamengo, até cinco anos atrás.

O Athletico soube se adaptar aos novos tempos no uniforme, layout, na ação dentro de campo e fora dele.

Está de parabéns: o passaporte e o ingresso de entrada ao Clube dos Grandes Nacionais são mais do que merecidos.

 

FONTE: R7.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.