São Paulo reage e arranca empate da Chapecoense no Pacaembu

Escrito por
Atualizado: novembro 10, 2017

Tricolor chegou a estar perdendo por 2 a 0, mas conseguiu igualdade no final

Vindo de três vitórias consecutivas, o São Paulo não teve o resultado que imaginava, mas mesmo assim deixou o Pacaembu aplaudido. O time lutou até o fim e arrancou o 2 a 2 da Chapecoense, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Depois de ver Welligton Paulista e Reinaldo marcarem, Gilberto e Arboleda garantiram o empate.

A cinco jogos do fim da competição, o São Paulo esfriou os ânimos dos 35 mil torcedores que estiveram no estádio sonhando com uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem. O Tricolor soma 44 pontos; enquanto o time catarinense, com 41, ainda briga para escapar de vez da zona de rebaixamento.

Postada para se defender, os visitantes começaram mal a partida e dando oportunidades para os donos da casa. Nos primeiros minutos, Marcos Guilherme teve duas chances de abrir o marcador para o São Paulo. Na mais clara delas, o meia-atacante errou um domínio fácil, dentro da área, depois de receber bom passe do jovem Araruna, que substituiu o contundido Eder Militão pelo lado direito, mas foi muito criticado por parte da torcida são-paulina.

Sem Cueva, servindo a seleção peruana na repescagem para a Copa do Mundo, e com Hernanes muito bem marcado no meio de campo, o poder criativo do Tricolor demorou para aparecer no jogo. E o preço disso foi o primeiro gol da Chapecoense.

Aos 26 minutos, Reinaldo, jogador do São Paulo emprestado à equipe de Chapecó, fez lindo cruzamento pela esquerda e Wellington Paulista só desviou de cabeça para o fundo das redes. Gol metade dele, metade do lateral-esquerdo, completou sua 13ª assistência na temporada.

Após o gol o Tricolor acordou. Sempre com Hernanes, que suou a camisa para se livrar da forte marcação de Amaral, Moisés Ribeiro e Canteros, os três volantes escalados por Gilson Kleina para parar o craque tricolor.

Mas, como craques são imparáveis, Hernanes foi aos poucos tirando seus coelhos da cartola. Em uma jogada inesperada, viu Jandrei adiantado e arriscou do meio de campo. O goleiro da Chape só observou a bola sair e torceu. Se fosse na meta ele pouco poderia fazer para evitar o empate do time paulista.

Chapecoense reclamou de falta de Hernanes em Jandrei

Chapecoense reclamou de falta de Hernanes em JandreiMauro Horita/Estadão Conteúdo – 9.11.2017

No segundo tempo o técnico Dorival Júnior tirou Araruna e colocou Lucas Fernandes. Com isso, Petros foi deslocado para a lateral-direita. E foi dele a primeira boa descida na etapa. Aos 5 minutos ele recebeu de Pratto, cortou a marcação e tentou devolver para o atacante. A bola bateu na defesa os tricolores reclamaram um toque de mão. O árbitro Marcelo de Lima Henrique olhou para o auxiliar de linha de fundo, mas mandou o jogo seguir.

Porém, assinalou a marca do pênalti pouco depois, quando a Chapecoense puxou rápido contra-ataque pela esquerda e Apodi foi derrubado na área. Na cobrança Reinaldo marcou. Nono gol dele no ano.

Na próxima rodada o Tricolor encara o Vasco em São Januário, em duelo importante para manter viva a esperança de Libertadores para ambos, enquanto na Arena Condá a Chapecoense fecha a rodada contra o Santos.

Fonte: R7

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *