Flamengo tem quarta melhor campanha de 1º turno na era dos pontos corridos; Avaí “condenado”

Escrito por
Atualizado: setembro 17, 2019

Aproveitamento rubro-negro de 73,7% dos pontos é muito bom, mas Atlético-MG teve campanha superior em 2012 e perdeu título para o Fluminense

O Brasileirão de pontos corridos está na sua 17ª edição, e o Flamengo fechou no fim de semana a quarta melhor campanha de um líder de primeiro turno com aproveitamento de 73,7%. É certeza de título? A resposta é não, mas ajuda. Dos 16 melhores na metade do campeonato, 75% deles, ou 12, garantiram a taça ao fim da principal competição nacional. Entre as três campanhas melhores que a da equipe rubro-negra, o Corinthians em 2017 (82,5%) e o Cruzeiro em 2014 (75,4%) foram campeões, e apenas uma ficou sem título: o Atlético-MG de 2012 fechou o turno na primeira posição com 75,4% de aproveitamento, mas com vantagem de apenas um ponto para o Fluminense, que venceu aquela temporada.

Além do Galo, outros três vencedores de primeiro turno caíram de rendimento na segunda parte do Campeonato Brasileiro e viram a comemoração de algum rival no fim do ano. Em 2008, o São Paulo estava em quarto lugar e com oito pontos de desvantagem em relação ao Grêmio, melhor do turno. O Tricolor chegou a ficar 11 atrás do primeiro colocado, mas buscou o tri consecutivo com uma arrancada na reta final.

Em 2009, o Internacional tinha oito pontos de vantagem sobre o próprio Flamengo, que seria o campeão, mas era apenas o sétimo lugar na metade da competição. O Rubro-Negro também chegou a ficar 11 pontos atrás do líder e ocupar a 10ª posição no início do segundo turno. A última virada em que o melhor do turno perdeu o título foi no ano passado. Quando o São Paulo tinha – de novo – oito pontos de frente para o Palmeiras, que se encontrava em sexto, mas já mudou o panorama logo no início do returno e assumiu o primeiro lugar na 27ª rodada para não largar mais.

LIDERANÇA

ANO MELHOR DO 1º TURNO VANTAGEM
2019 Flamengo (73,7%) 3 pontos de vantagem para o Palmeiras
2018 São Paulo (71,9%) 3 pontos de vantagem para o Internacional / 8 pontos de vantagem para o Palmeiras (campeão)
2017 Corinthians (82,5%) 8 pontos de vantagem para o Grêmio
2016 Palmeiras (63,2%) 1 ponto de vantagem sobre o Atlético-MG
2015 Corinthians (70,2%) 4 pontos de vantagem para o Atlético-MG
2014 Cruzeiro (75,4%) 7 pontos de vantagem para o São Paulo
2013 Cruzeiro (70,2%) 4 pontos de vantagem para o Botafogo
2012 Atlético-MG (75,4%) 1 ponto de vantagem para o Fluminense (campeão)
2011 Corinthians (64,9%) 1 ponto de vantagem para o Flamengo
2010 Fluminense (66,7%) 1 ponto de vantagem para o Corinthians
2009 Internacional (64,9%) Inter e Palmeiras empatados / 8 pontos de vantagem para o Flamengo (campeão)
2008 Grêmio (71,9%) 5 pontos de vantagem para o Cruzeiro / 8 pontos de vantagem para o São Paulo (campeão)
2007 São Paulo (68,9%) 6 pontos de vantagem para o Botafogo
2006 São Paulo (66,7%) 4 pontos de vantagem para o Inter
2005 Corinthians (66,7%) 4 pontos de vantagem para o Fluminense
2004 Santos (59,4%) Santos, Ponte Preta e São Paulo empatados
2003 Cruzeiro (68,1%) 3 pontos de vantagem para o Santos

Avaí “condenado” ao descenso

Para analisar o Z-4 do Brasileirão, é preciso analisar apenas os campeonatos desde 2006 com a disputa em pontos corridos com 20 equipes. E, neste caso, a torcida do Avaí pode começar a se preparar para a Série B ou para um feito inédito. Todos os lanternas do primeiro turno terminaram rebaixados ao fim do Brasileirão em 13 temporadas. O próprio histórico do Leão da Ilha não contribui para dar mais esperança. Nas duas vezes em que ficou entre os quatro piores do turno – em 2001 e 2017 -, a equipe catarinense caiu para a Segundona.

Desde 2006, 67% ou 35 equipes que fecharam o turno na zona de rebaixamento acabaram rebaixadas ao fim do campeonato. O Cruzeiro, que se encontra na zona de perigo, terminou entre os quatro últimos do turno apenas uma vez – em 2016 – e se salvou ao longo do segundo turno. A Chapecoense, desde subiu para a elite, nunca havia terminado um turno entre os quatro piores. O CSA disputa a Série A pela primeira vez no atual formato de pontos corridos.

Z-4 DESDE 2006

ANO Z-4 AO FIM DO TURNO RESULTADO FINAL
2019 Avaí, Chapecoense, CSA e Cruzeiro
2018 Paraná, Ceará, Vitória e Sport Paraná, Vitória e Sport caíram, Ceará foi 15º
2017 Atlético-GO, Avaí, Vitória e São Paulo Atlético-GO e Avaí caíram, São Paulo foi 13º e Vitória, 16º
2016 América-MG, Santa Cruz, Cruzeiro e Figueirense América-MG, Santa Cruz e Figueirense caíram, Cruzeiro foi 12º
2015 Vasco, Joinville, Coritiba e Goiás Vasco, Joinville e Goiás caíram, Coritiba foi 15º
2014 Vitória, Bahia, Coritiba e Criciúma Vitória, Bahia e Criciúma caíram, Coritiba foi 14º
2013 Náutico, Ponte Preta, São Paulo e Portuguesa Náutico, Ponte Preta e Portuguesa caíram, São Paulo foi 9º
2012 Figueirense, Sport, Atlético-GO e Palmeiras Figueirense, Sport, Atlético-GO e Palmeiras caíram
2011 América-MG, Atlético-MG, Avaí e Athletico-PR América-MG, Avaí e Athletico-PR caíram, Atlético-MG foi 15º
2010 Goiás, Prudente, Atlético-GO e Atlético-MG Goiás e Prudente caíram, Atlético-MG foi 13º e Atlético-GO, 16º
2009 Sport, Fluminense, Náutico e Santo André Sport, Náutico e Santo André caíram, Fluminense foi 16º
2008 Ipatinga, Fluminense, Santos e Vasco Ipatinga e Vasco caíram, Fluminense foi 14º e Santos, 15º
2007 América-RN, Juventude, Náutico e Athletico-PR América-RN e Juventude caíram, Athletico-PR foi 12º e Náutico, 15º
2006 Santa Cruz, Fortaleza, Corinthians e Botafogo Santa Cruz e Fortaleza caíram, Corinthians foi 9º e Botafogo, 12º

FONTE: GLOBOESPORTE.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.