Esporte

Cruzeiro supera o Boa Esporte nos pênaltis e segue na Copa do Brasil

A Raposa teve um duelo de muita dificuldade contra a equipe de Varginha e somente nas cobranças de penalidades é que conseguiu a classificação

Foi no sufoco e somente na decisão por pênaltis o Cruzeiro conseguiu superar o Boa Esporte, nesta quarta-feira, 4 de março, em Varginha, após empate por 1 a 1, gols de João Lucas e Claudeci, no tempo regulamentar. A Raposa foi mais competente e fez 5 a 4 sobre a equipe do interior mineiro.

A partida foi uma uma prova de fogo para o jovem time celeste, que a cada jogo tem de se “batizar” em decisões e jogos complicados para continuar o processo de reconstrução do time azul.

Apesar da classificação, o Cruzeiro teve muitas dificuldades no jogo e o Boa se mostrou um rival valoroso, que até poderia ter conseguido passar pelo maior campeão da competição mata-mata.

Com o avanço, o time celeste arrecadará mais R$ 1,5 milhão, quase o valor da sua folha salarial mensal(que custa R$ 2,2 milhões). Na terceira fase, o Cruzeiro encara o CRB-AL. O confronto ainda terá um sorteio feito na sede da CBF para decidir onde será a partida de ida.

Bom início do Cruzeiro
Um time equilibrado e com boa compactação nos primeiros minutos de jogo. Assim, foi a Raposa diante do Boa, que não estava em uma jornada feliz na etapa inicial.

Boas chances criadas dos dois lados
Tanto a Raposa, quanto o Boa estavam com objetivos bem traçados para buscar o gol. Nesta fase da Copa do Brasil, o empate leva a decisão para os pênaltis, o que não interessava para ninguém.

Redenção de João Lucas. Raposa na frente
Em cobrança de escanteio feita por Filipe Machado, João Lucas faz o movimento de cabecear na primeira trave, mas quem coloca a bola para dentro foi Caio César do Boa. Porém, o árbitro deu o gol para o lateral, que se redime da má atuação diante do Uberlândia, quando foi muito vaiado pela torcida.

Cruzeiro administra vantagem, mas o Boa melhora
A Raposa conseguia controlar bem o jogo, porém, o Boa Esporte mostrou porque conseguiu jogar de igual para igual contra o Galo. A equipe de Varginha não se intimidou com o Cruzeiro e conseguiu bons lances.

Gol de empate. Boa de volta ao jogo
Antes dos 20 minutos do segundo tempo, o Boa Esporte conseguiu empatar a partida, em um chute de Claudeci na entrada da área. A bola quicou no gramado e enganou Fábio. Boa Esporte se coloca com chances de conseguir a vaga na terceira fase da Copa do Brasil.

Moreno muito longe do gol. Adilson tenta corrigir
Marcelo Moreno estava atuando mais pelos lados do campo, com Thiago, uma surpresa na escalação, ficando mais dentro da área. Adilson Batista tentou corrigir isso, colocando Marco Antônio no meio de campo, avançando Maurício e deixando Moreno mais dentro da área e usar seu poder de finalização.

Ataque melhora, mas defesa do Boa fica firme
A mexida na posição de Marcelo Moreno para ficar mais perto do gol surtiu efeito com boas articulações com Maurício. A zaga do Boa não vacilava. Mas, o camisa 9 se cansou e pediu para deixar o campo. Jhonata Robert entrou em seu lugar.

Equipes não conseguem achar o gol e a vaga será decidida nos pênaltis
O Cruzeiro teve uma queda de rendimento muito grande no segundo tempo e, Adilson Batista ficou sem centroavante, o que aumentou a dificuldade na partida. O Boa fez o seu jogo. E conseguiu pelo menos ir para as penalidades.

Drama em Varginha… E deu Cruzeiro nos pênaltis
A camisa celeste pesou e o Cruzeiro avançou. Mas o Boa Esporte teve chances de passar de fase. Gindre, Chiquinho,, Jefferson e Carlinhos marcaram para a Coruja. Yuri e Ferreira desperciçaram. Pela Raposa, Edílson, Filipe Machado, Everton Felipe, Léo e Maurício anotaram suas cobranças. Marco Antônio perdeu, mas Fábio também ajudou, pegando o chute de Yuri. No sufoco, deu Raposa.

Agenda dos clubes
O Boa ainda terá mais um duelo contra um time da capital mineira. A equipe de Varginha encara o América-MG, domingo, 8 de março, às 16h, no Independência. Já a Raposa, terá o clássico contra o Atlético-MG no sábado, 7. às 19h, no Mineirão.

BOA ESPORTE 1(4) x (5) 1 CRUZEIRO
Data-hora: 4 de março de 2020, às 21h30(De Brasília)
Estádio: Melão, Varginha(MG)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique(RJ)
Assistentes: Michael Correia(RJ) e Luiz Claudio Regazone(RJ)
Cartões amarelos: Claudeci, Carlinhos(BOA), Edílson(CRU)
Gols: João Lucas, aos 37’-1ºT(0-1), Claudeci, aos 13’-2ºT(1-1)
BOA ESPORTE: Renan Rocha; Yuri Almeida, Wesley, Henrique Moreira e Ferreira; Caio César(Chiquinho, aos 49’-2ºT), Carlinhos, Claudeci(Romário, aos 37’-2ºT) e Anderson Gindre; Cesinha(Denis, aos 30’-2ºT) e Jefferson. Técnico: Nedo Xavier
CRUZEIRO: Fábio; Edílson, Cacá, Léo e João Lucas; Filipe Machado, Jadsom(Pedro Bicalho, aos 49’-2ºT); Mauricio, Everton Felipe, Thiago(Marco Antônio, aos 16’-2ºT) e Marcelo Moreno (Jhonata Robert, aos 34’-2ºT). Técnico: Adílson Batista

 

FONTE: LANCE

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com