Cruzeiro e Botafogo empatam em jogo com poucas chances em BH

Escrito por
Atualizado: julho 15, 2019

Em partida bastante fraca tecnicamente e sem emoção, equipes ficam no 0 a 0 na tarde deste domingo, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro

Em um jogo sofrível, muito ruim, péssimo, horrível, Cruzeiro e Botafogoficaram no empate em 0 a 0 na tarde deste domingo, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG), na volta do Campeonato Brasileiro para as equipes após a paralisação devido à Copa América.

Os comandados de Mano Menezes e Eduardo Barroca não conseguiram impor suas ideias dentro de campo, com a qualidade bem aquém da esperada pelos torcedores mineiros e cariocas. Literalmente, um jogo para apagar da história.

Com o resultado, o Cruzeiro chegou a nove pontos, momentaneamente na 16ª posição do Campeonato Brasileiro, com o Botafogo ficando com 16, na 6ª colocação. Pela competição, ambas as equipes voltam a campo no próximo fim de semana – no sábado, a Raposa visita o Bahia, enquanto o Alvinegro, no domingo, receberá o Santos. Antes, somente os mineiros jogam – na quarta, pegam o Atlético-MG, na volta das quartas de final da Copa do Brasil, depois de terem vencido a ida por 3 a 0.

A bruxa ficou solta
Pelas necessidades do Cruzeiro, de olho em se afastar da zona de rebaixamento, e do Botafogo, em se aproximar do topo da tabela, na zona da Libertadores, os torcedores que foram ao Mineirão esperavam uma partida bastante disputada, com chances de gol a todo momento. Entretanto, não foi isto que acabou sendo visto. No primeiro tempo, inclusive, o destaque ficou para a bruxa solta em campo. No lado carioca, Luiz Fernando acabou vomitando em campo e foi substituído. No lado mineiro, Ariel Cabral bateu o rosto, muito sangue saiu e ele também precisou sair. A única oportunidade acabou sendo com Dedé, aos 39 minutos, mas ele mandou por cima do gol. Etapa inicial horrível!

Um pouco de melhora
Felizmente, na volta para o segundo tempo, teve um pouco de melhora na qualidade do jogo, passando do “horrível” para o “ruim”. Aos oito minutos, Gustavo Bochecha mandou forte de fora da área, levando perigo ao goleiro Fábio. Os desempenhos ruins seguiram com o passar do tempo, com nova oportunidade apenas aos 38, com Rodrigo Pimpão. Na melhor jogada de toda a partida – isso sendo bem otimista -, Alex Santana recebeu pela esquerda, mandou para Pimpão, que invadiu e assustou aos torcedores do Cruzeiro. O jogo acabou ficando mesmo no empate sem gols, um 0 a 0 justo, mas bem aquém do que sabemos ser a capacidade dos envolvidos.

CRUZEIRO 0 X 0 BOTAFOGO

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data/hora: 14/7/2019 – 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
Árbitro de vídeo: Rafael Traci (SC)
Público/renda: Indisponíveis

CRUZEIRO: Fábio, Weverton, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Ariel Cabral (Fred 34’/1ºT); Jadson, Thiago Neves (Mauricio intervalo) e David; Pedro Rocha (Sassá 17’/2ºT). Técnico: Mano Menezes.

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Marcinho (Fernando 39’/2ºT), Carli, Gabriel e Gilson; Gustavo Bochecha, Alex Santana e João Paulo; Erik (Victor Rangel 22’/2ºT), Diego Souza, Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão 19’/1ºT). Técnico: Eduardo Barroca.

FONTE: LANCE

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.